sábado, 25 de fevereiro de 2017

PORTO DA PEDRA NESTA MADRUGADA NA SAPUCAÍ


Com o enredo “Ó Abre-alas que as Marchinhas vão passar! Porto da Pedra é quem vai ganhar… seu coração!”, a Porto da Pedra será a última escola a desfilar nesta madrugada na Marquês de Sapucaí, a partir das 2h30.

Vamos torcer para que o Tigre de São Gonçalo faça um belíssimo desfile!

Confira no vídeo abaixo uma palinha do que promete ser o desfile da Porto da Pedra.


sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

DE OLHO NAS ELEIÇÕES DE 2018, BRIZOLA NETO ASSUME A PRESIDÊNCIA DO PDT DE SÃO GONÇALO

Brizola Neto ao lado da ex-prefeita Aparecida Panisset em caminhada durante campanha eleitoral para prefeito de São Gonçalo, em 2016.
  Foto: Divulgação

Após ficar em quarto lugar (com 49.599 votos) nas eleições municipais de 2016 - à frente de nomes conhecidos da política gonçalense como Marlos Costa, Diego São Paio, Dilson Drumond, Prof. Josemar e Dayse Oliveira -, o carioca e ex-candidato a prefeito de São Gonçalo pelo PDT, Brizola Neto, acaba de assumir a presidência do partido na cidade.

“Vamos reconstruir o verdadeiro PDT no município. Formamos uma comissão com pessoas comprometidas com os ideais do partido. Vamos resgatar a nossa base trabalhista e defender os interesses do povo gonçalense”, afirma Brizola Neto.

É fato que o neto do ex-governador Leonel Brizola já está se movimentando para sua candidatura nas eleições de 2018. Ele deverá vir como candidato a deputado federal. Resta saber se contará novamente com o apoio da ex-prefeita Aparecida Panisset, que continua inelegível.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

IRREGULARIDADES NA COZINHA COMUNITÁRIA DA PANISSET. OU: BORA MUDAR DE VERDADE, GOVERNO NANCI?


Nos últimos 12 anos, São Gonçalo foi governada por Aparecida Panisset (8 anos) e Neilton Mulim (4 anos) que, infelizmente, não conseguiram fazer com que a cidade progredisse como esperávamos e gostaríamos. Lamentavelmente, o município continua atrasado e paupérrimo (dependente ainda 70% dos repasses estaduais e federais).

Pois bem. Agora, temos um prefeito que foi eleito com o lema "Bora mudar de verdade!".

O que eu espero é que realmente este novo governo acerte e mude verdadeiramente a realidade gonçalense, que consiga fazer a cidade avançar. Mas, infelizmente, os sinais que têm sido transmitidos, até aqui, estão passando a impressão de que as coisas não deverão mudar tão cedo em São Gonçalo.

Não tenho absolutamente nada contra o projeto Cozinha Comunitária - que o governo quer implantar no lugar do extinto Café Social - e tampouco vejo problema algum em copiar boas ideias ou projetos bem-sucedidos de outros governos, mas no caso das Cozinhas Comunitárias, da gestão Panisset, não temos um exemplo lá muito transparente, não.

Copiar ou reeditar esse projeto seria um enorme contrassenso à mensagem do lema "Bora mudar de verdade!".

Confira abaixo uma publicação de junho de 2009, do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, sobre denúncias de irregularidades na Cozinha Comunitária da ex-prefeita Aparecida Panisset:

São Gonçalo: inquérito vai apurar irregularidades no programa Cozinha Comunitária

O Promotor Gustavo Santana Nogueira, da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de São Gonçalo, instaurou Inquérito Civil para apurar denúncias de irregularidades na prestação do serviço das Cozinhas Comunitárias de São Gonçalo. Setenta por cento das unidades não estariam funcionando e há indícios de que, nas Cozinhas de Trindade, Tribobó e Jardim Catarina, as refeições, que deveriam ser vendidas a R$ 1,50, estão custando até R$ 5. O Promotor também vai investigar a denúncia de que a administração de algumas Cozinhas foi repassada para uma ONG.

Gustavo Nogueira deu prazo de 10 dias para a Prefeita de São Gonçalo, Maria Aparecida Panisset, explicar os motivos para a administração do programa Cozinha Comunitária ter sido repassada para a ONG Solares Ação Social e Cidades. Ela deve fornecer ao Ministério Público a cópia do convênio celebrado entre o Município de São Gonçalo e o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome - MDS. A prefeita deverá explicar também por que a Cozinha Comunitária na Rua Governador Agamenon Magalhães, 323, em Boa Vista, deixou de funcionar.

Foram também requisitados à Prefeita os documentos que demonstrem como foram empregados os R$ 180 mil repassados pelo MDS à Prefeitura e a explicitação do valor total repassado para a ONG, para a execução do projeto. O Gerente Executivo da ONG também deverá esclarecer a razão de os preços cobrados pelas refeições variarem de R$ 3,50 a R$ 5.

Leia também:

NANCI COPIA GOVERNO PANISSET COM A CONSTRUÇÃO DE COZINHAS COMUNITÁRIAS

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

NANCI COPIA GOVERNO PANISSET COM A CONSTRUÇÃO DE COZINHAS COMUNITÁRIAS

Adolfo Konder, então secretário de Desenvolvimento Social da prefeita Aparecida Panisset, fazendo uma visita em uma das cozinhas comunitárias da época - Foto: Divulgação

Há quem diga que o prefeito José Luiz Nanci vai acabar com o Café Social por que o programa social está associado à imagem do ex-prefeito Neilton Mulim, criador do projeto em São Gonçalo.

Se for mesmo esse o motivo, creio que está faltando originalidade ao Governo Nanci, que pretende construir em seu lugar 18 cozinhas comunitárias com refeições a R$ 3,00. Para quem não se lembra, vale recordar que as cozinhas comunitárias fizeram parte dos projetos sociais do Governo Panisset.

Na época, o secretário de Desenvolvimento Social era Adolfo Konder, que hoje apoia o atual prefeito.

Agora, a pergunta que não quer calar é: de onde o prefeito José Luiz Nanci vai tirar dinheiro para construir as 18 cozinhas comunitárias? Vale lembrar que ele decretou calamidade financeira do município, assim que assumiu a Prefeitura (confira AQUI).

Leia também:


terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

ALEGRIA DE POBRE DURA POUCO: GOVERNO NANCI OFICIALIZA FIM DO CAFÉ SOCIAL

Mais de 1,5 mil gonçalenses deixarão de ser atendidos diariamente pelo Café Social - Foto: Unidade Centro/Divulgação

Agora é oficial. As duas unidades do Café Social (Centro e Alcântara) não vão mais oferecer desjejuns para a população mais carente de São Gonçalo.

Em matéria publicada nesta terça-feira (21/02) em O São Gonçalo, o secretário de desenvolvimento Social, Marlos Costa, oficializou o fim do Café Social.

Segundo o secretário, o programa social criado na gestão anterior representa um custo de mais de R$ 2 milhões ao ano e não atende mais do que 50 pessoas por dia.

“Se colocarmos na ponta do lápis, R$ 2 milhões representa quatro meses de orçamento municipal da Secretaria de Desenvolvimento Social. É muito dinheiro para não atender as pessoas que estão em dificuldade alimentar. Então, não vamos renovar o contrato”, afirmou.

Mas dados do governo anterior contrariam as informações passadas por Marlos. Só o quiosque do Centro, em seu primeiro ano de funcionamento (2015), serviu  600 mil desjejuns. Nos primeiros meses, o Café Social ofereceu diariamente 1,5 mil desjejuns. O sucesso foi tão grande junto à população que, uma nova unidade, foi aberta em Alcântara.

Fato é que os usuários do Café Social ficaram muito tristes e indignados ao saber que não vão poder mais fazer, diariamente, um reforçado desjejum (kits com café, leite, pão, presunto, queijo e fruta), por apenas R$ 0,50.

Como diz a velha máxima popular: "Alegria de pobre dura pouco".

Os quiosques terão outras finalidades. A unidade do Centro será utilizada pelas mulheres artesãs, e a do Alcântara, pela Guarda Municipal.

Lamentável o fim do Café Social!

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

DEPUTADO NIVALDO MULIM VOTA A FAVOR DA PRIVATIZAÇÃO DA CEDAE

Foto: Divulgação

O projeto de lei que autoriza a privatização da Cedae foi aprovado na manhã desta segunda-feira (20/02), na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Foram 41 votos favoráveis e 28 contra.

O único deputado estadual representante de São Gonçalo, Nivaldo Mulim (PR), votou a favor da venda da Companhia de Água e Esgotos do Rio de Janeiro.

Confira abaixo como votaram todos os deputados fluminenses:

A FAVOR

Ana Paula Rechuan (PMDB)
André Ceciliano (PT)
André Corrêa (DEM)
Aramis Brito (PHS)
Átila Nunes (PMDB)
Benedito Alves (PRB)
Carlos Macedo (PRB)
Chiquinho da Mangueira (PTN)
Conte Bittencourt (PPS)
Coronel Jairo (PMDB)
Daniele Guerreiro (PMDB)
Dica (PTN)
Dionísio Lins (PP)
Doutor Gotardo (PSL)
Edson Albertasse (PMDB)
Fábio Silva (PMDB)
Fatinha (Solidariedade)
Marco Figueiredo (PROS)
Filipe Soares (DEM)
Geraldo Pudim (PMDB)
Gil Vianna (PSB)
Gustavo Tutuca (PMDB)
Iranildo Campos (PSD)
Jânio Mendes (PDT)
João Peixoto (PSDC)
Jorge Picciani (PMDB)
Marcelo Simão (PMDB)
Marcia Jeovani (DEM)
Marcos Abraão (PT do B)
Marcos Muller (PHS)
Marcus Vinicius (PTB)
Milton Rangel (DEM)
Nivaldo Mulin (PR)
Paulo Melo (PMDB)
Pedro Augusto (PMDB)
Rafael Picciani (PMDB)
Renato Cozzolino (PR)
Rosenverg Reis (PMDB)
Tia Ju (PRB)
Zé Luiz Anchite (PP)
Zito (PP)

CONTRA:

Bebeto (PDT)
Bruno Dauaire (PR)
Carlos Lins (sem partido)
Carlos Osório (PSDB)
Cidinha Campos (PDT)
Doutor Julianelli (Rede)
Eliomar Coelho (PSOL)
Enfermeira Rejane (PC do B)
Flávio Bolsonaro (PSC)
Flávio Serefini (PSOL)
Geraldo Moreira da Silva (PTN)
Gilberto Palmares (PT)
Jorge Felippe Neto (DEM)
Lucinha (PSDB)
Luiz Martins (PDT)
Luiz Paulo (PSDB)
Marcelo Freixo (PSOL)
Márcio Pacheco (PSC)
Martha Rocha (PDT)
Paulo Ramos (PSOL)
Samuel Malafaia (DEM)
Silas Bento (PSDB)
Tio Carlos (SDD)
Wagner Montes (PRB)
Waldeck Carneiro (PT)
Wanderson Nogueira (PSOL)
Zaqueu Teixeira (PDT)
Zeidan (PT)

O deputado Dr. Deotalto (DEM) foi o único a não comparecer à votação.

domingo, 19 de fevereiro de 2017

MINISTÉRIO DOS ESPORTES REPASSOU R$ 2 MILHÕES PARA OBRAS EM SG, MAS PROJETOS ESPORTIVOS NÃO SAÍRAM DO PAPEL

Material que seria usado na construção da quadra poliesportiva no Mutuá está estragando - Foto: Douglas Macedo / O Fluminense

Em matéria publicada neste domingo (19/02), O Fluminense informa que o Ministério dos Esportes, entre 2015 e o final de 2016, autorizou o pagamento em mais de R$ 2 milhões para investimentos em duas obras que contemplariam atividades ligadas aos esportes em São Gonçalo, no entanto, os projetos esportivos -  construção do Centro de Iniciação ao Esporte (CIE), em Nova Cidade; e a reforma e construção de uma quadra poliesportiva no Mutuá - não saíram do papel.

Na minha opinião, O Fluminense deveria ter entrado em contato com o atual secretário municipal de Esportes do Governo Nanci, Joaquim de Oliveira, para saber o porquê de as obras não terem sido concretizadas mesmo com a verba repassada pelo Ministério dos Esportes. Vale lembrar que o dono do jornal O São Gonçalo foi também secretário de Esportes e Lazer dos dois últimos governos municipais: Panisset e Mulim.

Contudo, o jornal ressalta que a Prefeitura de São Gonçalo informara, em nota, que os convênios feitos na gestão passada serão avaliados, para saber se o município recebeu os repasses.

Saiba mais detalhes da matéria de O Fluminense AQUI.

sábado, 18 de fevereiro de 2017

PREFEITURA DE SG SOLTA NOTA PARA DESMENTIR ATENTADO CONTRA SUBSECRETÁRIA DE LIMPEZA URBANA


Parece que a Comunicação do Governo Nanci levou em consideração o que eu escrevi no post "Governo Nanci está caminhando para se tornar o pior da história de São Gonçalo", sobre a importância de tratar a população com respeito, ou seja, deixá-la bem esclarecida sobre fatos suspeitos envolvendo membros do governo.

Para acabar com o disse-me-disse e não deixar dúvidas no ar de que a subsecretária de Limpeza Urbana, Simone Carneiro, teria sofrido um atentado, a assessoria de Comunicação da Prefeitura de São Gonçalo soltou ontem (17/02) uma nota à imprensa para esclarecer o fato.

Era isso que a Comunicação do Governo Nanci tinha que ter feito com o caso da Garagem Municipal, ter soltado também uma nota para esclarecer a tal denúncia de furto de combustível no local. Como não soltaram, dúvidas sobre o episódio estão pairando no ar. E as pessoas envolvidas no imbróglio ficaram com suas credibilidades arranhadas. Lamentável.

Mas tudo indica, agora, que a Comunicação do Governo Nanci não deixará mais os gonçalenses na dúvida sobre situações suspeitas envolvendo membros do governo. Que bom, a população agradece pela atenção e respeito!

Confira abaixo a nota da ASCOM sobre o caso da subsecretária Simone Carneiro:

NOTA: Assalto contra subsecretária de São Gonçalo

A Subsecretaria de Comunicação da Prefeitura informa que não se trata de um atentado e sim de um assalto, no qual os bandidos queriam levar o carro da subsecretária de Limpeza Urbana, Simone Carneiro, no bairro Vila Iara, localizado na região central da cidade. Um vizinho estava próximo, viu a ação, e acabou sendo baleado uma vez no peito. Ele foi levado às pressas ao hospital, mas não resistiu ao ferimento. A subsecretária conhecia a vítima há anos e está muito abalada com a situação. 

De acordo com relatos da subsecretária e de outro vizinho que assistiu à ação dos bandidos, Simone parou o carro em frente a sua casa e acionou a abertura do portão eletrônico. Nesse momento, um veículo Palio (a princípio cinza), com três rapazes, parou e um deles desceu, abordando a vítima batendo com a arma no vidro do carro (Nissan March). 

O bandido a retirou do carro e assumiu o volante. O vizinho teria se aproximado, aberto a porta do carro e retirado o bandido à força do interior do veículo. Nesse momento, Simone já estava se afastando pela calçada e escutou o primeiro disparo. No desespero, ela começou a bater no portão da casa ao lado pedindo para entrar, quando escutou o segundo disparo, que acertou seu vizinho no peito. Ele foi socorrido, mas não resistiu e morreu no Pronto Socorro de São Gonçalo.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

NANCI OUVE PROMESSA DO PRESIDENTE DA PETROBRAS DE QUE A OBRA DO COMPERJ SERÁ RETOMADA AINDA ESTE ANO

Presidente da Petrobras, Pedro Parente, com os prefeitos do Conleste - Foto: Petrobras/Divulgação

Em encontro ontem (16/02) com os prefeitos do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento do Leste Fluminense (Conleste), entre eles o prefeito de São Gonçalo, José Luiz Nanci (PPS), o presidente da Petrobras, Pedro Parente, assegurou a conclusão da Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN) no Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj).


“Podem ter absoluta certeza de que a obra será reiniciada. Esta unidade tem que acontecer, é prioritária para nós”, declarou Parente, ressaltando que caso a unidade não fique pronta, teremos que diminuir a produção de campos do pré-sal, de onde parte da produção de gás será escoada pela UPGN.

Segundo Parente, os recursos para a finalização da unidade, de aproximadamente US$ 2 bilhões, já estão previstos no orçamento da empresa.

A retomada das obras está prevista para acontecer  no segundo semestre de 2017 e a conclusão da unidade para 2020. Ao longo do ano, serão licitados outros 23 contratos voltados às utilidades que viabilizarão a operação da UPGN, a exemplo de unidades de tratamento de água, fornecimento de energia e instalação de dutos.

Vamos torcer para que a obra do Comperj seja mesmo retomada. Há muitos pais de família precisando trabalhar. E a nossa região precisa também voltar a prosperar.

Fonte: PETROBRAS

P.S: Será que os defensores do prefeito José Luiz Nanci vão dizer que o título desta matéria é tendencioso como acusaram esse outro do blog: TSE PEDE PARA QUE O GONÇALENSE FIQUE DE OLHO EM NANCI E NOS VEREADORES

Confira AQUI o mimimi na página do TG, no Facebook.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

TSE PEDE PARA QUE O GONÇALENSE FIQUE DE OLHO EM NANCI E NOS VEREADORES

Prefeito José Luiz Nanci em seu gabinete e vereadores no dia da posse - Montagem: Território Gonçalense - Fotos: Divulgação

Com o mote "Cobre, fiscalize, participe. A cidade é sua, é de todos nós!", o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vem desde o início deste mês divulgando em emissoras de rádio e televisão de todo o país uma campanha de conscientização para incentivar a população a fiscalizar a atuação de seus novos representantes, prefeitos e vereadores eleitos.

De acordo com o TSE, mais do que ser eleitor em apenas um dia, compete ao cidadão acompanhar de forma permanente o que está sendo executado em seu município. A qualidade da gestão está diretamente ligada à prática de fiscalização por parte dos moradores que devem, por sua vez, cobrar dos políticos as promessas de campanha e ações que tragam mais qualidade de vida para a sociedade.

A Lei da Transparência (LC nº 131/2009) alterou a redação da Lei de Responsabilidade Fiscal (LC nº 101/2000) no que se refere à transparência da gestão fiscal. A norma determina a disponibilização, em tempo real, de informações detalhadas sobre a execução orçamentária e financeira da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios. Cada um desses locais tem de disponibilizar na internet um portal de transparência para informar à população todos os gastos e investimentos feitos com o dinheiro público.

Em alguns portais também é possível estabelecer um canal direto de comunicação do cidadão com determinado vereador (site da Câmara de SG aqui) ou prefeito (site da Prefeitura de SG aqui), via e-mails oficiais ou telefones de gabinetes. Muitas prefeituras e câmaras também utilizam redes sociais para ter uma melhor interlocução com a população.

Além disso, o cidadão tem lugar reservado nas sessões plenárias e audiências públicas de cada Câmara Municipal ou da Câmara Federal, onde se discutem e se aprovam as leis. Para quem não pode comparecer às sessões, algumas Câmaras possuem sites (confira de São Gonçalo aqui), jornais, panfletos e até canais de televisão municipais, por meio dos quais é possível acompanhar as reuniões do Legislativo.

O eleitor pode, ainda, escolher se informar pelos veículos de comunicação que preferir, dentre uma grande variedade de editorias de imprensa.

A campanha do TSE vai até abril com a veiculação de seis vídeos na TV (um a cada semana) e spots no rádio. Assista abaixo os dois vídeos que já foram ao ar:






Fonte: TSE

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

GOVERNO NANCI ESTÁ CAMINHANDO PARA SE TORNAR O PIOR DA HISTÓRIA DE SÃO GONÇALO

Se a denúncia de furto de combustível na garagem é boato por que O São Gonçalo destacou o assunto envolvendo os nomes do prefeito, da primeira-dama e do vice-prefeito?

Eu tenho plena consciência que, com apenas 45 dias, é muito cedo para afirmar que o Governo Nanci será o pior da história de São Gonçalo. Não estou querendo agourar a administração do prefeito José Luiz Nanci, mas se a comunicação com a população não melhorar - começar a tratar o público com respeito e não como trouxa -, a tendência é mesmo a sua gestão se tornar a pior da história política gonçalense.

É um absurdo que, até agora, a Prefeitura não tenha soltado uma nota convincente para esclarecer e encerrar o assunto sobre a denúncia de furto de combustível na Garagem Municipal, controlada pelo vice-prefeito Ricardo Pericar.

Será que o governo está achando que o tal vídeo que foi postado no final da noite de sábado passado (11/02), na página do prefeito no Facebook, basta? Será que estão achando que o tal vídeo convenceu para encerrar o assunto?

Fato é que o tal vídeo não esclarece absolutamente nada. O prefeito não tocou no assunto da garagem. Apenas disse que as fofocas e boatos levantados contra ele e Pericar não passam de intrigas da oposição, pois os dois estariam incomodando. Assista AQUI.

Se a denúncia de furto de combustível na garagem é tudo boato como o tal vídeo do Nanci e Pericar tenta passar para o público, por que, então, O São Gonçalo publicou no sábado (11/02) uma matéria citando o caso? O que está acontecendo com o jornal do secretário municipal de Esportes do Governo Nanci, Joaquim de Oliveira, ou com a assessoria do governo? Confira abaixo o texto da matéria:


Clique no quadro para ampliar



Se o governo não esclarecer de forma convincente o imbróglio da garagem, a credibilidade do prefeito, do vice e da primeira-dama ficará em xeque.

Ou o Governo Nanci melhora a sua comunicação (tratando a população com respeito e não como trouxa) ou o Governo Nanci muito rapidamente será considerado o pior da história de São Gonçalo.

Será que não se tocaram que os tempos são outros? Não subestimem a inteligência do povo!

Leia também:


sábado, 11 de fevereiro de 2017

'ESTRELA' DO GOVERNO NANCI, PERICAR PODE VIRAR AGORA UM SIMPLES 'VICE DECORATIVO'

Na última quarta-feira (08/02), o suplemento "Mais São Gonçalo", do jornal Extra, estampou na capa que Ricardo Pericar está longe de ser um simples 'vice decorativo' - Foto: Facebook

Não há secretário ou qualquer outro nome que tenha aparecido ou se destacado tanto nos dois primeiros meses do Governo Nanci que o do vice-prefeito Ricardo Pericar. Fato é que, Pericar, desde o início da nova administração municipal tem chamado até mais atenção que o próprio mandatário da cidade, ao ponto de alguns questionarem quem, de fato, é o prefeito de São Gonçalo: Nanci ou Pericar?

Mas parece que o "protagonismo" de Pericar está com os dias contados. Uma denúncia de furto de combustível na Garagem Municipal, controlada pelo vice, levou na manhã de ontem (10/02) ao local o prefeito Nanci e sua esposa, Eliane Gabriel, vista na Prefeitura como "Dama de Ferro", para conferir de perto o que anda acontecendo por lá.

Há quem diga que o bicho pegou na garagem. Que teve até um desentendimento verbal entre a Dama de Ferro e o vice-prefeito. Se é verdade ou mentira, nenhuma das partes ainda se manisfestou. Aguardemos os esclarecimentos.

Contudo, tudo leva  a crer que Pericar deverá dar um tempo nas "chamativas" aparições pelas ruas da cidade e se comportar agora apenas como um simples "vice decorativo". À conferir.

Leia também: