quinta-feira, 17 de agosto de 2017

JUIZ DA LAVA-JATO MANDA DINHEIRO PARA O 7º BPM DE SÃO GONÇALO

Frota sucateada do 7º BPM - Foto: Thiago Freitas / O Globo


Responsável pela Lava-Jato no Rio e apelidado por muitos de "Moro do Rio", o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal do Rio, destinou uma quantia de R$ 99.413,64 para o Bope e o 7º BPM de São Gonçalo. O montante será usado para comprar peças para as viaturas dos dois batalhões.

O dinheiro saiu do caixa da Justiça, referente a uma multa paga pelo Bradesco.

Fonte: O Globo

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

EX-MORADORA DE SG, JULIANA PAES VIRA ESTAMPA DE TROUXINHA DE MACONHA NO COMPLEXO DO SALGUEIRO

Reprodução: Internet

Embora a atriz já tenha residido em São Gonçalo, não há qualquer relação com a cidade a imagem de Juliana Paes estampada nas trouxinhas de maconha vendidas no Complexo do Salgueiro, em Itaúna.


A embalagem com os dizeres "Bibi de R$ 100", indicando o valor do pacote da droga, é uma referência ao personagem Bibi Perigosa, vivida por Juliana na novela "A Força do Querer", de Glória Perez.


Na trama, após seu marido Rubinho (Emilio Dantas) ter se tornado traficante, Bibi se vê cada vez mais envolvida no mundo do crime. Nos próximos capítulos, com a prisão de Rubinho, ela assumirá o controle do tráfico no Morro do Beco.


A personagem de Juliana Paes é inspirada na vida de Fabiana Escobar, a ex “Baronesa do Pó”. Saiba mais AQUI.


Abaixo, um vídeo em que Juliana Paes e Márvio Lúcio (Carioca do Pânico) relembram seus tempos de São Gonçalo.


1.707 OPORTUNIDADES DE EMPREGO EM TODO O ESTADO


O Governo do Estado do Rio de Janeiro e a Secretaria de Estado de Trabalho e Renda (Setrab) divulgam 1.707 vagas de trabalho com carteira assinada em várias regiões do estado. Entre elas estão 261 colocações para deficientes. São para ambos os sexos e com exigência de formação entre o ensino fundamental incompleto e o superior completo, com Salários que podem chegar até R$ 5 mil.

A Capital tem um total de 845 vagas, sendo 100 de Operador de Telemarketing Receptivo, 80 vagas para Garçom, 80 chances para Auxiliar nos serviços de Alimentação, 60 para motorista de Ônibus Urbano, 60 para Embalador, 48 para Auxiliar de Escritório em Geral, 38 para atendente de Lojas e Mercados, 32 para Faxineiro, 31 para Copeiro de Hospital, 29 para Vendedor de Comércio Varejista, 25 para Promotor de Vendas, 21 vagas para Açougueiro, 15 para Operador de Caixa, 14 para Repositor de Mercadorias, 12 para Promotor de Vendas Especializado, onze (11) Cozinheiro Industrial, onze para Frentista, dez (10) para Jardineiro, dez (10) Motorista de Furgão, dez (10) para Eletricista de Instalação, dez (10) para Pizzaiolo, nove (9) para Padeiro, entre outras.

Na Região Metropolitana são 320 oportunidades, sendo 150 para Atendente de Lanchonete, 150 para Auxiliar nos Serviços de Alimentação, cinco (5) para Açougueiro, dois (2) Coordenador Pedagógico, dois para Supervisor administrativo, dois (2) para Operador de Caixa, dois para Professor Prático no Ensino Profissionalizante, Cozinhador (conservação de alimentos), entre outras.

A Região do Médio Paraíba tem 162 chances, com 62 para Atendente de Lojas e Mercados, 20 para Inspetor de Qualidade, 15 para Porteiro de Edifícios, 11 para Atendente de Lanchonete, com nove (9) para Vigilante, sete (7) para Alimentador de Linha de Produção, três para Faxineiro, um (1) para Açougueiro, e três (3) para Soldador Elétrico, entre outras.

A Região Serrana tem 114 chances, sendo 41 para Costureiro na Confecção em Série, seis (6) para Vendedor de Comércio Varejista, cinco (5) para Recepcionista em Geral, cinco (5) para Passamaneiro à Máquina, quatro (4) para Cozinheiro em Geral, três (3) para Vendedor a Domicílio, dois (2) para Auxiliar nos serviços de Alimentação dois (2) para Fiscal de Loja, dois (2) para Costureira de Peças por Encomenda, dois (2) para Cortador de Roupa, dois (2) para Operador de Caixa, entre outras. São cinco (5) vagas na Região da Baixada Litorânea.

Entre as oportunidades para deficientes, existem 50 para Atendente de Lanchonete, 41 para Vendedor do Comércio Varejista, 33 para Repositor de Mercadoria, 23 para Embalador à Mão, 22 para Operador de Caixa, 16 para Faxineiro, 12 para Almoxarife, dez (10) para Copeiro, dez (10) para Auxiliar nos Serviços de Alimentação, oito (8) para Cobrador Interno, seis (6) de Auxiliar de Escritório em Geral, quatro (4) para Alimentador de Linha de Produção, três (3) para Armazenista, dois (2) para Despachante de Transporte Coletivo, duas (2) para Continuo, entre outras.

As inscrições para se candidatar às vagas coletadas pela secretaria podem ser feitas nos postos SINE/Setrab ou no site maisemprego.mte.gov.br. A secretaria também mantém em seu site o PDF com a distribuição de chances existentes por região e função.

A Setrab esclarece que o banco de dados de emprego pode sofrer alterações momentâneas como inclusão/fechamento de vagas ou ampliação/redução de ofertas. Para manter o Painel de Vagas o mais atualizado possível, a Secretaria passou a divulgá-lo duas vezes na semana, sendo uma na terça-feira à tarde e outra na sexta-feira.

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

SÃO GONÇALO NÃO TEM TIDO SORTE COM SEUS GOVERNANTES

As  três últimas gestões municipais (Henry Charles, Aparecida Panisset e Neilton Mulim) foram marcadas por incompetência administrativa e escândalos de corrupção - Fotos: Divulgação

Lamentavelmente, a falta de visão administrativa e a corrupção fazem parte da história política de São Gonçalo. O desordenamento urbano, os desvios de recursos públicos, as carências e as mazelas da cidade revelam a incompetência, a falta de compromisso e de respeito pela coisa pública por parte da maioria dos políticos que governaram o município nos últimos 126 anos de emancipação política e administrativa de São Gonçalo.

Não vou aqui citar as falhas e os malfeitos de todos os prefeitos que essa cidade já teve - isso requer tempo para fazer uma pesquisa profunda da história política gonçalense -, mas basta observarmos as gestões dos últimos três prefeitos para constatar a sucessão de escândalos de corrupção.

Os direitos políticos cassados de Henry Charles e de Aparecida Panisset, e a prisão de Neilton Mulim apontam e simbolizam a histórica cultura de corrupção da política gonçalense.

É desolador, muito triste constatar que São Gonçalo, até aqui, não tem tido sorte com seus governantes. Nenhum deles foi capaz de promover um progresso real na cidade. O que vemos atualmente em São Gonçalo é só pobreza, lixo nas ruas, violência e corrupção.

Seria muita ingenuidade acreditar que a corrupção na política gonçalense, bem como na política do Estado e do país terá fim um dia, mas até quando São Gonçalo vai conviver com tanto descaso por parte de seus políticos?

Embora, até agora, o governo do prefeito José Luiz Nanci não tenha apresentado nenhuma mudança de verdade, espero que essa gestão municipal não seja mais uma a contribuir também para a perpetuação do atraso de São Gonçalo. 

A cidade não merece mais quatro anos de incompetência administrativa e de roubos do dinheiro dos contribuintes.

sábado, 12 de agosto de 2017

APÓS PRISÃO, MULIM É DEMITIDO POR PEZÃO

Neilton Mulim deixando a delegacia de Maricá em direção ao presídio de Benfica - Foto: Reprodução

Desde fevereiro passado ocupando o cargo de presidente da Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (Fiperj), com salário de R$ 13,7 mil, o ex-prefeito de São Gonçalo, Neilton Mulim, foi exonerado da função ontem (11/08) pelo governador Luiz Fernando Pezão, um dia após ter sido preso por suspeita de fraude de R$ 40 milhões na iluminação pública.

Dividindo uma cela com mais três pessoas, Mulim está preso no mesmo presídio onde está o ex-governador Sérgio Cabral, em Benfica.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

A REPERCUSSÃO DA PRISÃO DE MULIM NA MÍDIA FLUMINENSE

Ex-prefeito Neilton Mulim deixando a delegacia de Maricá e a cobertura dos repórteres dos telejornais sobre a prisão do político gonçalense -  Montagem: Território Gonçalense (Fotos: Reprodução)

Suspeito por fraude de R$ 40 milhões na iluminação pública, a prisão do ex-prefeito de São Gonçalo, Neilton Mulim, ontem (10/08), não só tomou conta das conversas sobre corrupção pelos quatro cantos do município, como também mobilizou toda a mídia fluminense: telejornais locais das principais emissoras de TV, jornais, blogs, sites e portais de notícias.

Confira abaixo os links das reportagens dos telejornais de ontem e as capas desta sexta-feira dos principais jornais do Grande Rio sobre o acontecimento que abalou São Gonçalo e seu meio político:








quinta-feira, 10 de agosto de 2017

POLÍCIA APREENDE MALA COM R$ 267 MIL NA CASA DE MULIM EM MARICÁ

Fotos: Reprodução RJTV

Além de prender o ex-prefeito de São Gonçalo, Neilton Mulim - suspeito de fraude de R$ 40 milhões na iluminação pública -, na manhã desta quinta-feira (10/08), a Polícia também apreendeu uma mala com R$ 267 mil na residência do político, em Maricá.

Assista AQUI a reportagem especial do RJTV 1ª Edição sobre a prisão de Mulim, acontecimento esse que abalou o meio político gonçalense nesta quinta-feira.



Fotos: Reprodução RJTV 1ª Edição

NEILTON MULIM É PRESO POR FRAUDE DE R$ 40 MILHÕES NA ILUMINAÇÃO PÚBLICA

Neilton Mulim em seu antigo gabinete na Prefeitura de São Gonçalo - Foto: Divulgação

Suspeito de fraude de R$ 40 milhões na iluminação pública, o ex-prefeito de São Gonçalo, Neilton Mulim (PR), foi preso durante uma operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público, na manhã desta quinta-feira (10), em sua residência na cidade de Maricá.

Além de Mulim, 10 pessoas foram presas na ação batizada de "Apagão": o ex-secretário municipal de Urbanismo e Infraestrutura de São Gonçalo, Francisco José Rangel de Moraes; o ex-servidor comissionado, Davi Luz Fonseca; os servidores Wellington de Sant’anna Souza, Marco Antônio Monteiro Garcia, Marcelo Ferreira Neves e Fagner Mota Chaves, assim como os representantes da Compillar, Paulo Roberto de Souza Cruz; Marcelo Araújo dos Santos, Luana Ferreira Neves e Wanderson Gonçalves Lopes.

De acordo com o MP, o grupo é suspeito de cometer irregularidades na contratação da empresa de iluminação pública, através da facilitação da licitação para fins políticos.

Os mandados foram concedidos pela juíza Myriam Therezinha Simen Rangel Cury, da 5ª Vara Criminal de São Gonçalo.

O acordo foi fechado com a empresa Compillar Entretenimento Prestadora de Serviços Eireli por R$ 15,5 milhões e renovado por duas vezes. A gestão aumentou o custo da Prefeitura em mais de 200%.

O MP diz que os valores pularam de R$ 5,8 milhões para R$ 15,5 milhões e foi "completamente desperdiçado, pois a empresa não executou o projeto básico contratado".

O superfaturamento foi, ao menos, de R$ 5,9 milhões no primeiro ano. O contrato seria gerenciado pelo secretário de urbanismo Francisco Rangel e pelo subsecretário de iluminação Davi Luz Fonseca. Eles obedeceriam os comandos de Mullim, mesmo sem fiscalização adequada.

Fonte: G1

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

OPORTUNIDADES DE EMPREGO: 1.720 VAGAS EM TODO O ESTADO



O Governo do Estado do Rio de Janeiro e a Secretaria de Estado de Trabalho e Renda (Setrab) anunciam 1.720 vagas de trabalho com carteira assinada em várias regiões do estado. Entre elas estão 258 colocações para deficientes. São para ambos os sexos e com exigência de formação entre o ensino fundamental incompleto e o superior completo, com Salários que podem chegar até R$ 5 mil.

A Capital tem um total de 982 vagas, sendo 360 para Repositor de Mercadoria, 60 para Motorista de ônibus Urbano, 50 para Operador de Telemarketing Receptivo, 48 para Auxiliar de Escritório em Geral, 43 para Copeiro de Hospital, 32 para Vendedor de Comércio Varejista, 30 vagas para Garçom, 30 chances para Auxiliar nos serviços de Alimentação, 30 vagas para Empregado Doméstico Faxineiro, 29 para atendente de Lojas e Mercados, 24 para Faxineiro, 22 vagas para Açougueiro, 13 para Cozinheiro Geral, 12 para Promotor de Vendas Especializado, dez (10) para Operador de Caixa, dez (10) para Jardineiro, onze (11) Cozinheiro Industrial, dez (10) para Pizzaiolo, dez (10) Motorista de Furgão, dez (10) para Eletricista de Instalação, dez (10) para Padeiro, Dez (10) para Atendente de Lanchonete, entre outras.

Na Região Metropolitana são 321 oportunidades, sendo 150 para Atendente de Lanchonete, 150 para Auxiliar nos Serviços de Alimentação, cinco (5) para Açougueiro, quatro (4) para Supervisor de Vendas Comercial, três (3) para Auxiliar de Escritório em Geral, três (3) para Cozinhador (conservação de alimentos), entre outras. A Região do Médio Paraíba tem 73 chances, com 15 para Porteiro de Edifícios, 11 para Atendente de Lanchonete, nove (9) para Vigilante, oito (8) para Inspetor de Qualidade e três (3) para Soldador Elétrico, entre outras.

A Região Serrana tem 84 chances, sendo 34 para Costureiro na Confecção em Série, cinco (5) para Vendedor de Comércio Varejista, cinco (5) para Cozinheiro em Geral, três (3) para Auxiliar nos serviços de Alimentação, dois (2) para Recepcionista de Hotel, dois (2) para Vendedor no Comércio Varejista, dois (2) para Fiscal de Loja, entre outras. São duas (2) vagas na Região Noroeste.

Entre as oportunidades para deficientes, existem 50 para Atendente de Lanchonete, 40 para Vendedor do Comércio Varejista, 33 para Repositor de Mercadoria, 23 para Embalador à Mão, 22 para Operador de Caixa, 18 para Faxineiro, 12 para Almoxarife, dez (10) para Copeiro, dez (10) para Auxiliar nos Serviços de Alimentação, oito (8) para Cobrador Interno, quatro (4) para Alimentador de Linha de Produção, três (3) para Armazenista, três (3) para Eletrotécnico, três (3) para Despachante de Transporte Coletivo, duas (2) para Continuo, dois (2) de Auxiliar de Escritório em Geral, entre outras.

As inscrições para se candidatar às vagas coletadas pela secretaria podem ser feitas nos postos SINE/Setrab  ou no site maisemprego.mte.gov.br. A secretaria também mantém em seu site o PDF com a distribuição de chances existentes por região e função.

A Setrab esclarece que o banco de dados de emprego pode sofrer alterações momentâneas como inclusão/fechamento de vagas ou ampliação/redução de ofertas. Para manter o Painel de Vagas o mais atualizado possível, a Secretaria passou a divulgá-lo duas vezes na semana, sendo uma na terça-feira à tarde e outra na sexta-feira.

sábado, 5 de agosto de 2017

NAMORADA DE ROMÁRIO VENDE BOLOS EM SÃO GONÇALO

Senador Romário Faria e Érica Cyriaco - Foto: Instagram/Romário

A Folha de São Paulo publicou neste sábado (5/08) uma matéria sobre a nova namorada do senador Romário Faria (Podemos).

O jornal destaca que, diferente das companheiras anteriores do ex-jogador, Érica Cyriaco não é modelo e nem tem vida pública. É uma mulher discreta que adora praia. E que, embora formada em Odontologia, trabalha numa franquia de bolos caseiros em São Gonçalo, ao lado de sua mãe.

Pré-candidato ao governo do Rio de Janeiro, resta saber se Érica será também cabo eleitoral de Romário no segundo maior colégio eleitoral do Estado.

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

PELA ESTABILIDADE ECONÔMICA DO PAÍS, DEPUTADOS GONÇALENSES REJEITAM DENÚNCIA DE CORRUPÇÃO CONTRA TEMER


Como já era esperado, a Câmara Federal rejeitou nesta quarta-feira (2) a denúncia em que a Procuradoria-Geral da República (PGR) acusa o presidente Michel Temer de ter cometido crime de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O placar final apontou 264 votos contra a denúncia e 227 a favor. Houve duas abstenções e 19 ausências. 

O resultado demonstrou uma grande vitória do governo. O presidente Temer conseguiu 92 votos a mais do que os 172 necessários para evitar a admissibilidade da investigação no Supremo Tribunal Federal (STF).

A preocupação com a estabilidade econômica do país foi a justificativa dada pelos parlamentares sobre seus votos favoráveis a Temer. 

Confira abaixo a votação dos deputados gonçalenses:

Altineu Cortês (PMDB): votou sim, ou seja, pela rejeição à denúncia contra Temer.

Dejorge Patrício (PRB): Ausente (fez uma cirurgia dentária neste dia). No entanto, vale ressaltar que abstenções e ausências contaram a favor do presidente.

Roberto Sales (PRB): votou sim, ou seja, pela rejeição à denúncia contra Temer.

Veja a lista completa da votação dos deputados fluminenses:

Alessandro Molon (REDE) - NÃO
Alexandre Serfiotis (PMDB) - AUSENTE
Alexandre Valle (PR) - SIM
Altineu Côrtes (PMDB) - SIM
Arolde de Oliveira (PSC) -NÃO
Aureo (SD) - SIM
Benedita da Silva (PT) - NÃO
Cabo Daciolo (PTdoB) - NÃO
Celso Jacob (PMDB) - SIM
Celso Pansera (PMDB) - NÃO
Chico Alencar (PSOL) - NÃO
Chico D'angelo (PT) - NÃO
Cristiane Brasil (PTB) - SIM
Dejorge Patrício (PRB) - AUSENTE
Deley (PTB) - NÃO
Ezequiel Teixeira (PTN) - SIM
Felipe Bornier (PROS) - NÃO
Francisco Floriano (DEM) - SIM
Glauber Braga (PSOL) - NÃO
Hugo Leal (PSB) - NÃO
Jair Bolsonaro (PSC) - NÃO
Jandira Feghali (PCdoB) - NÃO
Jean Wyllys (PSOL) - NÃO
Julio Lopes (PP) - SIM
Laura Carneiro (PMDB) - NÃO
Leonardo Picciani (PMDB) - SIM
Luiz Carlos Ramos (PTN) - NÃO
Luiz Sérgio (PT) - NÃO
Marcelo Delaroli (PR) - SIM
Marcelo Matos (PHS) - NÃO
Marco Antônio Cabral (PMDB) - SIM
Marcos Soares (DEM) - SIM
Miro Teixeira (REDE) - NÃO
Otavio Leite (PSDB) - NÃO
Paulo Feijó (PR) - SIM
Pedro Paulo (PMDB) - SIM
Roberto Sales (PRB) - SIM
Rodrigo Maia (DEM) - presidente da Casa - não vota
Rosangela Gomes (PRB) - SIM
Sergio Zveiter (PMDB) - NÃO
Simão Sessim (PP) - SIM
Soraya Santos (PMDB) - SIM
Sóstenes Cavalcante (DEM) - NÃO
Wadih Damous (PT) - NÃO
Walney Rocha (PEN) - SIM
Zé Augusto Nalin (PMDB) - SIM

1.415 OPORTUNIDADES DE EMPREGO EM TODO O ESTADO


O Governo do Estado do Rio de Janeiro e a Secretaria de Estado de Trabalho e Renda (Setrab) divulgam 1.415 vagas de trabalho com carteira assinada em várias regiões do estado. Entre elas estão 36 colocações para deficientes São para ambos os sexos e com exigência de formação entre o ensino fundamental incompleto e o superior completo, com Salários que podem chegar até R$ 5 mil.

A Capital tem um total de 940 vagas, sendo 360 para Repositor de Mercadoria, 91 para Operador de Telemarketing Receptivo, 60 para Motorista de ônibus Urbano, 35 para Auxiliar Administrativo, 35 chances para Auxiliar nos serviços de Alimentação, 30 vagas para Garçom, 30 vagas para Empregado Doméstico Faxineiro, 30 para Eletricista de Manutenção Eletroeletrônica, 26 para Copeiro de Hospital, 21 vagas para Açougueiro, 20 para Alimentador de Linha de Produção, 13 para Auxiliar de Escritório em Geral, 12 para Auxiliar de Limpeza, 12 para Promotor de Vendas Especializado, 12 para Faxineiro, dez (10) para Pizzaiolo, dez (10) Cozinheiro Industrial, dez (10) Motorista de Furgão, dez (10) para Eletricista de Instalação, dez (10) de Instalador de Antenas, dez (10) para Operador de Vendas, entre outras.

Na Região Metropolitana são 338 oportunidades, sendo 150 para Atendente de Lanchonete, 150 para Auxiliar nos Serviços de Alimentação, 20 para Fiscal de Loja, cinco (5) para Açougueiro, quatro (4) para Supervisor de Vendas Comercial, quatro (4) para Gerente Comercial, dois (2) para Cozinhador (conservação de alimentos), entre outras. A Região do Médio Paraíba tem 42 chances, com 11 para Atendente de Lanchonete e nove (9) para Vigilante, entre outras.

A Região Serrana tem 56 chances, sendo sete (7) para Alimentador de Linha de Produção, cinco (5) para Vendedor de Comércio Varejista, cinco (5) para Recepcionista em Geral, cinco (5) para Cozinheiro em Geral, quatro (4) para Atendente de Lojas e Mercados, quatro (4) para Auxiliar nos serviços de Alimentação, quatro para Garçom, três (3) para Costureiro na Confecção em Série, entre outras. São três (3) vagas na Região Noroeste.

Entre as oportunidades para deficientes, existem dez (10) para Atendente de Lojas e Mercados, quatro (4) para Faxineiro, quatro (4) para Alimentador de Linha de Produção, três (3) para Repositor de Mercadoria, quatro (4) de Auxiliar de Escritório em Geral, duas (2) para Continuo, duas (2) para Almoxarife, duas (2) para Vendedor do Comércio Varejista, duas (2) para Fiscal de Transporte Coletivo, duas (2) para cobrador Interno, entre outras.

As inscrições para se candidatar às vagas coletadas pela secretaria podem ser feitas nos postos SINE/Setrab  ou no site maisemprego.mte.gov.br. A secretaria também mantém em seu site o PDF com a distribuição de chances existentes por região e função.

A Setrab esclarece que o banco de dados de emprego pode sofrer alterações momentâneas como inclusão/fechamento de vagas ou ampliação/redução de ofertas. Para manter o Painel de Vagas o mais atualizado possível, a Secretaria passou a divulgá-lo duas vezes na semana, sendo uma na terça-feira à tarde e outra na sexta-feira.