quinta-feira, 27 de abril de 2017

CÂMARA APROVA REFORMA TRABALHISTA: SAIBA COMO VOTARAM OS DEPUTADOS DE SÃO GONÇALO


Com o placar de 296 votos favoráveis a 177 contrários, o plenário da Câmara aprovou, nessa quarta-feira (26/04), o polêmico texto base da Reforma Trabalhista, que prevê uma série de mudanças na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Confira como votaram os deputados de São Gonçalo (a lista de votação dos demais deputados fluminenses está no fim do texto):

Altineu Côrtes (PMDB) - Sim
Dejorge Patrício (PRB) - Não
Roberto Sales (PRB) - Ausente

Veja as principais mudanças operadas com a reforma:

Prevalência do negociado sobre o legislado

Fortalece acordos individuais em detrimento da lei e de acordos e convenções coletivas. Poderão ser objeto de acordo individual: parcelamento de férias, banco de horas, jornada de trabalho, jornada em escala (12×36). Alguns pontos, porém, não poderão ser negociados, como FGTS, 13º salário e seguro-desemprego.

Jornada de trabalho

Flexibiliza a jornada para permitir que o empregado trabalhe 12 horas ininterruptas, sem intervalos, por 36 horas de descanso (jornada de 12 x 36), mediante mero acordo individual escrito, convenção coletiva ou acordo coletivo, e sem intervalos.

Férias

Permite o parcelamento das férias, conforme acordo, em até três vezes, desde que um dos períodos tenha pelo menos 14 dias.

Hora de percurso

Extingue o pagamento da chamada “hora de percurso” (horas in itinere) – o tempo gasto pelo empregado para chegar ao emprego, no caso de local de difícil acesso, ou não servido por transporte público, em condução fornecida pelo empregador – não será mais computado na jornada de trabalho.

Danos morais e patrimoniais

Restringe as hipóteses e estabelece limites para as indenizações por danos morais e patrimoniais.

Imposto sindical

Torna facultativas as contribuições de custeio ou financiamento sindical, exigindo prévia autorização individual para a sua cobrança e desconto.

Justiça trabalhista

Afasta dos tribunais regionais do Trabalho e do Tribunal Superior do Trabalho (TST) a possibilidade de anular acordos e convenções coletivas contrárias à lei. Nega ao trabalhador a gratuidade processual plena quando faltar à primeira audiência e quando as perícias tiverem resultado negativo, retirando dos juízes a possibilidade de exame caso a caso. Prevê punições para as pessoas que agem com má-fé em processos judiciais na área trabalhista, seja ela o reclamante, o reclamado ou interveniente.

Rescisão por acordo

Permite a extinção do contrato de trabalho “por acordo”, reduzindo o valor do aviso prévio indenizado e a multa de 40% sobre o saldo do FGTS pela metade. Nesse caso, o trabalhador poderá sacar 80% do saldo do FGTS. Mas não terá direito ao seguro-desemprego. A rescisão passará a ser feita na própria empresa, na presença dos advogados do patrão e do trabalhador, e não mais em sindicatos como prevê a legislação hoje.

Trabalho intermitente

Cria a figura do contrato de trabalho não contínuo. O trabalhador poderá atuar apenas alguns dias da semana, ou algumas horas por dia, conforme negociação com o empregador. No período de inatividade, o trabalhador poderá prestar serviços a outros contratantes. O valor da hora de trabalho não poderá ser inferior ao valor horário do salário mínimo nem ao dos demais empregados da empresa.

Teletrabalho (home office)

É caracterizado como prestação de serviços preponderantemente fora das dependências do empregador (não necessariamente em casa), por meio da utilização das tecnologias da informação e comunicação. O contrato individual de trabalho precisa especificar quais são as atividades realizadas pelo funcionário.

Terceirização

Cria quarentena, de pelo menos 18 meses, pela qual o empregador não poderá demitir o trabalhador efetivo e recontratá-lo como terceirizado.

Mulheres

Grávidas ou lactantes (mulheres que estão amamentando) poderão trabalhar em ambientes considerados insalubres, por meio da apresentação de atestado médico, garantindo que não há risco à mãe nem ao bebê.

Sucessão empresarial

Quando uma empresa comprar a outra terá de arcar com as obrigações trabalhistas.

Confira a votação de todos os deputados federais do Estado do Rio:

Alessandro Molon (REDE) - Não
Alexandre Serfiotis (PMDB) - Sim
Altineu Côrtes (PMDB) - Sim
Arolde de Oliveira (PSC) - Sim
Aureo ( Solidariede) - Não
Benedita da Silva (PT) - Não
Cabo Daciolo (PTdoB) - Não
Celso Jacob (PMDB) - Sim
Celso Pansera (PMDB) - Não
Chico Alencar (PSOL) - Não
Chico D´Angelo (PT) - Não
Cristiane Brasil (PTB) - Sim
Dejorge Patrício (PRB) - Não
Deley (PTB) - Não
Felipe Bornier ( PROS) - Não
Francisco Floriano (DEM) - Sim
Glauber Braga ( PSOL) - Não
Jair Bolsonaro ( PSC) - Sim
Jandira Feghali (PCdoB) - Não
Jean Wyllys (PSOL) - Não
Julio Lopes (PP) - Sim
Laura Carneiro ( PMDB) - Sim
Luiz Carlos Ramos (PTN) - Não
Luiz Sérgio (PT) - Não
Marcelo Delaroli (PR) - Sim
Marcelo Matos (PHS) - Sim
Marcos Soares  (DEM) - Sim
Miro Teixeira (REDE) - Não
Otavio Leite (PSDB) - Sim
Paulo Feijó (PR ) - Sim
Pedro Paulo (PMDB) - Sim
Rodrigo Maia (DEM) - Art. 17
Rosangela Gomes (PRB) - Sim
Sergio Zveiter (PMDB) - Sim
Simão Sessim (PP) - Sim
Soraya Santos (PMDB) - Sim
Sóstenes Cavalcante (DEM) - Sim
Wadih Damous (PT) - Não
Walney Rocha ( PEN) - Não
Wilson Beserra (PMDB) - Sim
Zé Augusto Nalin (PMDB) - Não
Total Rio de Janeiro: 41


quarta-feira, 26 de abril de 2017

FINALMENTE, UMA LUZ PARA PROTEGER A FAZENDA COLUBANDÊ

Fazenda Colubandê - Foto: Vagner Rosa

Desde a última matéria "Fazenda Colubandê está em ruínas", publicada em novembro de 2016 (veja AQUI), eu não colocava os pés na Fazenda Colubandê.

Ontem à noite (25/04), passando por aquelas bandas tive a grata surpresa de vê-la iluminada. Curioso, fui conferir de perto a novidade. Vale destacar que o espaço continua abandonado como sempre, com o mato cada vez mais alto, porém, o casarão e a capela de Sant'Anna contam agora com lâmpadas acesas na parte externa.

Além das lâmpadas, lacraram também as portas e janelas com tábuas de madeira. E agora há um vigia na guarita de entrada.

Lamentavelmente, foi preciso acontecer o roubo do altar da Capela de Sant'Anna (veja AQUI) para que o Governo do Estado tomasse a decisão de coibir o vandalismo no local. Mas antes tarde do que nunca, não é mesmo?

Até que decidam o que fazer com a Fazenda Colubandê, o importante no momento é preservar o nosso belíssimo patrimônio histórico.











Fotos: Vagner Rosa

terça-feira, 25 de abril de 2017

OPORTUNIDADES DE EMPREGO: 1.106 VAGAS EM TODO O ESTADO

 

O Governo do Estado do Rio de Janeiro e a Secretaria de Estado de Trabalho e Renda (Setrab - http://www.rj.gov.br/web/setrab), divulga a existência de 1.106 oportunidades de emprego em todo o estado. As vagas são para pessoas de ambos os sexos, com a exigência de formação entre o ensino fundamental incompleto e o superior completo, além de salários de até R$ 5 mil, mais benefícios. São 384 chances para deficientes.

Para deficientes existem 93 vagas de Vendedor de Comércio Varejista, 80 para Repositor de Mercadoria, 23 para Embalador à Mão, 80 para Repositor de Mercadoria, 50 para Atendente de Lanchonete, dez (10) Auxiliar nos Serviços de Alimentação, dez (10) para Copeiro, dez (10) para Faxineiro, oito (8) para Cobrador Interno, e 70 para Operador de Caixa, entre outras.

Na Capital são 657 vagas, com destaque de 50 para Operador de Telemarketing receptivo, 45 para Operador de Telemarketing Ativo, 35 para Montador de Móveis e Artefatos de Madeira, 56 para Repositor de Mercadoria, 50 para Vendedor em Domicílio, 40 para Despachante de Transporte Coletivo, 30 para Empregado Doméstico Faxineiro, 32 para Atendente de Lanchonete, 30 para Motorista de Ônibus Urbano, 15 para Motorista de Furgão ou Veículo Similar, 16 para Açougueiro, 20 para Copeiro, 15 para Motorista Entregador e dez (10) vagas para Vendedor no Comércio Varejista, entre outras.

São 41 possibilidades de trabalho na Região Metropolitana, sendo 35 para Motorista de ônibus Rodoviário. Para a Região Serrana são 14 oportunidades, com quatro (4) para Atendente de Lojas e Mercados, duas (2) para Jardineiro, uma (1) para Camareiro de Hotel, um (1) para Embalador à Mão e um (1) para Empregado Doméstico Diarista, além de outras.

No Médio Paraíba são nove chances, sendo uma (1) para Cozinheiro Geral, uma para Cabeleireiro, duas (2) para Cozinheiro Geral, uma (1) para Auxiliar nos Serviços de Alimentação e uma (1) para Embalador à Mão. Na Baixada Litorânea há uma vaga para Chapeador.

As inscrições para se candidatar às vagas coletadas pela secretaria podem ser feitas nos postos SINE/Setrab (http://www.rj.gov.br/web/setrab/exibeconteudo?article-id=2566341) ou no site maisemprego.mte.gov.br. A secretaria também mantém em seu site o PDF com a distribuição de chances existentes por região e função.

A Setrab esclarece que o banco de dados de emprego pode sofrer alterações momentâneas como inclusão/fechamento de vagas ou ampliação/redução de ofertas. Para manter o Painel de Vagas o mais atualizado possível, a Secretaria passou a divulgá-lo duas vezes na semana, sendo uma na terça-feira à tarde e outra na sexta-feira.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

MATO TOMA CONTA DO CAMPUS DA UERJ EM SÃO GONÇALO

Campus da Uerj de São Gonçalo - Foto: Reprodução / TV Globo

É muito triste passar pelo bairro do Patronato e presenciar as marcas da falência financeira do Estado, no campus da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). O letreiro da faculdade pública está quase todo tomado pelo mato.

Além da falta dos serviços básicos de limpeza, os professores, sem salários, estão tendo dificuldades para pagar passagens ou colocar gasolina no carro. Por conta desses problemas, muitos alunos seguem sem aulas.

Assista AQUI a matéria do Bom Dia Rio, desta segunda-feira (24/04), sobre a realidade desoladora da universidade.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

MERCADO DE TRABALHO: SENAI PROMOVE PALESTRAS GRATUITAS EM SÃO GONÇALO E NITERÓI

SENAI: Mecânica de Manutenção - Foto: Antônio Batalha

O SENAI realiza na próxima terça-feira, 25, às 19h, em São Gonçalo e Niterói, palestras gratuitas sobre o mercado de trabalho na indústria do Rio e técnicas para se realocar no mercado de trabalho.

O objetivo é apresentar as novidades do mercado, como novas ferramentas e tecnologias, tirar dúvidas sobre formação profissional em várias áreas, além de oferecer uma visita guiada pelos laboratórios e oficinas da unidade.

Para a coordenadora de Educação Profissional do SENAI São Gonçalo, Tereza Brum, este é o momento de investir em educação e se preparar para as oportunidades futuras. “Mesmo com o atual cenário as empresas procuram profissionais qualificados, por isso a importância de conhecer melhor uma profissão, o mercado ou uma tecnologia. Está na hora de abrir a cabeça e se atualizar”, disse.

Os interessados em participar podem se inscrever pelo site https://www.cursosenairio.com.br/palestras. O SENAI Niterói está localizado na Rua General Castrioto, 460, no Barreto. Já o SENAI São Gonçalo fica na Rua Nilo Peçanha, 134, no Centro. Mais informações também podem ser obtidas pelo 0800 0231 231.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

SAIBA COMO VOTARAM OS DEPUTADOS GONÇALENSES NO PEDIDO DE URGÊNCIA PARA REFORMA TRABALHISTA


Um dia após sofrer uma derrota no plenário da Câmara dos Deputados, o governo conseguiu virar o jogo e aprovar o requerimento de urgência para acelerar a votação da reforma trabalhista.

Ontem (18/04), a base havia conseguido apenas 230 dos 257 votos necessários para permitir que a proposta tramitasse em regime de urgência.

Hoje (19/04),  o governo conseguiu o apoio de 287 parlamentares (folga de 30 votos), e viu a oposição reunir 144 votos contrários.

Saiba como votaram os deputados gonçalenses ontem e hoje:

Altineu Côrtes (PMDB)
Ontem: ausente
Hoje: ausente

Dejorge Patrício (PRB)
Ontem: a favor do requerimento de urgência
Hoje: a favor do requerimento de urgência

Roberto Sales (PRB)
Ontem: a favor do requerimento de urgência
Hoje: ausente

A principal mudança nas atuais regras é que os acordos coletivos assinados entre empregados e empresas vão se sobrepor às leis, em todas as áreas econômicas e envolvendo todas as categorias profissionais. O governo orientou sua bancada de apoio na Câmara a inverter a prioridade e votar a reforma trabalhista antes da emenda que altera os critérios para as aposentadorias.

Confira as principais alterações promovidas com a reforma da legislação trabalhista:

Negociado sobre o legislado – acordos entre empregados e empregadores se sobrepõem à lei, evitando-se judicialização de querelas trabalhistas;

Almoço mais curto – se acordado, refeições poderão durar 30 minutos, no mínimo. Atualmente, a lei exige duração mínima de uma hora;

Férias divididas – férias poderão ser divididas em 3 períodos em vez de 1 único, como é atualmente;

Trabalho intermitente – serão permitidos “contratos móveis”, isto é, empregados que trabalham algumas horas ou dias da semana, com recolhimento de impostos e CLT;

Terceirizados – terão salvaguardas como uso de refeitórios e outros serviços da empresa. Empregadores também estarão proibidos de contratar terceirizado que tenha trabalhado na empresa com contrato regular nos últimos 18 meses;

Jornada 12 por 36 – esse tipo de jornada estará prevista em lei;

Deslocamento para o trabalho – acaba com a obrigação de empregadores de pagarem pelo tempo de deslocamento dos funcionários.

Veja AQUI como votaram todos os deputados ontem (por partido).

Veja AQUI como votaram todos os deputados hoje (por partido).

terça-feira, 18 de abril de 2017

BELDADE NEGRA DE SÃO GONÇALO SE PREPARA PARA ESTREAR EM NOVA YORK

Mahany Pery  no programa "Encontro com Fátima Bernardes" - Foto: Reprodução do programa

Moradora do Porto Novo, a modelo Mahany Pery, queridinha dos estilistas brasileiros e internacionais, está prestes a estrear nas passarelas de Nova York.

A beldade negra de São Gonçalo participou nesta terça-feira (18) do programa "Encontro com Fátima Bernardes".  Ela falou da sua trajetória no mundo da moda e do desfile na famosa cidade americana. Assista AQUI.

O Território Gonçalense deseja muito sucesso para a nossa bela pérola negra!




Fotos: Reprodução programa "Encontro com Fátima Bernardes"

domingo, 16 de abril de 2017

TCU EXIGE QUE OBRAS AMBIENTAIS DOS JOGOS OLÍMPICOS SEJAM CONCLUÍDAS

Ministro do Tribunal de Contas da União lamenta o fato de o Rio de Janeiro e o Brasil terem perdido a oportunidade de despoluir a Baía de Guanabara - Foto: Praia das Pedrinhas (Gabriel de Paiva/O Globo)

Do GLOBO:


O Rio que sediou a Olimpíada no ano passado e fez a cerimônia de abertura mais “verde” dos Jogos é o mesmo que está deixando de lado o seu legado ambiental. Um relatório elaborado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) mostra que sete dos nove projetos de saneamento e recuperação do meio ambiente previstos para a competição ainda não foram concluídos. Somente as ecobarreiras e os ecobarcos, medidas consideradas paliativas pelo órgão, ficaram em operação a tempos das competições. Para que o investimento não seja abandonado de vez, o tribunal determinou, no mês passado, que o Ibama faça, em 90 dias, um plano de ação com a indicação das providências e dos respectivos responsáveis para garantir a continuidade das obras.

Dos 27 projetos citados no Plano de Políticas Públicas — documento com os compromissos que deveriam ter sido cumpridos até os Jogos —, nove têm legado ambiental, sendo que sete são de responsabilidade do estado e dois do município. Mesmo o TCU não tendo poder para fiscalizar e punir os infratores, os auditores entenderam que o tribunal deve atuar, porque as metas fazem parte de um compromisso assumido pelo país perante o Comitê Olímpico Internacional, por meio da assinatura do Dossiê de Candidatura.

Para o ministro do TCU Augusto Nardes, relator do processo, apesar do êxito na execução dos Jogos, “tanto o Rio de Janeiro como o Brasil perderam uma grande oportunidade de execução de diversas obras de melhoria do meio ambiente, sendo a principal delas, a despoluição da Baía de Guanabara”. De acordo com Nardes, “caso tais obras tivessem sido concretizadas, como previsto no Dossiê de Candidatura, a cidade-sede e o país teriam se valorizado ainda mais como destino turístico mundial, bem como haveria uma melhoria na qualidade de vida da população carioca”.

As 17 ecobarreiras construídas para os Jogos continuam retendo o lixo na foz dos rios. No entanto, os 13 ecobarcos que operaram durante as competições de vela foram reduzidos a quatro, no fim de novembro. A empresa Brissoneau, responsável por oito embarcações, não teve o contrato renovado. De acordo com o proprietário, Francisco Vivas, o estado ainda deve R$ 1 milhão pelo trabalho realizado:

— Do dia para a noite, tive que demitir 35 funcionários, pagar aviso prévio, férias, todos os direitos trabalhistas, arcar com impostos. Mas não tem como (o estado) continuar esse projeto e deixar de comprar remédios, pagar a segurança, os PMs. Não tem sentido. A situação financeira é muito grave.A empresa Ecoboat ainda opera no entorno da Marina da Glória, do Museu do Amanhã e na Ilha do Governador, mas o contrato vence neste mês. A Secretaria estadual do Ambiente informou, por meio de nota, que vai manter o projeto dos ecobarcos e que a decisão de parar com uma das empresas deve-se à relação custo-benefício.

Sobre as obras para captação de esgoto sanitário na Cidade Nova, no Rio, e em Alcântara, na cidade de São Gonçalo, o estado diz que 35% foram executadas e, o restante, só terá sequência se for aprovado o Regime de Recuperação Fiscal. A Secretaria do Ambiente apelou ao Governo Federal e ao ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, para que os R$ 200 milhões já investidos não sejam desperdiçados, pois a Advocacia-Geral da União (AGU) enviou ao STF um parecer contrário à renovação de um empréstimo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para a conclusão das obras de saneamento no entorno da Baía de Guanabara. O órgão alega que o Tesouro Nacional já teve que cobrir mais de R$ 500 milhões de parcelas em atraso de empréstimos que o Rio não conseguiu pagar.

Em nota, a assessoria do ex-prefeito Eduardo Paes disse que as duas obras municipais foram concluídas. No entanto, a atual gestão informou que as obras de macrodrenagem de Jacarepaguá estão parcialmente concluídas. Ainda faltam executar 40% dos trabalhos nos rios Pechincha e Covanca, que devem ficar prontos em 15 meses, e 70% nos rios Grande e Tindiba, que dependem de readequação no projeto.

Para o biólogo Mario Moscatelli, que fez várias denúncias sobre os atrasos nas obras, a conclusão do TCU chegou tarde demais:

— Se tivesse sido mais ágil, enquanto o fiasco era mais do que previsível, talvez ainda desse para fazer alguma coisa. No momento atual, de crise financeira, acho impossível executá-las. Quando tiveram dinheiro, tempo e motivação pela Olimpíada, não realizaram pelos mais variados motivos. A questão ambiental nunca foi prioridade.

O mapa das obras

Nove projetos estavam no plano para os jogos



quinta-feira, 13 de abril de 2017

LUCAS MUNIZ É VEREADOR DE SÃO GONÇALO OU DO RIO DE JANEIRO?

Vereador Lucas Muniz (PMN) - Foto: Reprodução vídeo
Tendo seu nome envolvido no caso de agressão física de seu assessor contra uma guarda municipal, na Praia das Pedrinhas, no último fim de semana (saiba mais AQUI); um vídeo de esclarecimento sobre o episódio, postado pelo mais jovem vereador de São Gonçalo, Lucas Muniz (PMN), de 23 anos, tem chamado a atenção por um detalhe: em vez de fotos da nossa cidade, o gabinete do parlamentar é decorado com uma enorme imagem do Rio de Janeiro.

Dizem que Lucas tem pretensão de vir candidato a deputado no ano que vem. Tudo bem, ele tem todo o direito de se candidatar ou não, no entanto, a meu ver, é um esculacho com  São Gonçalo um vereador da cidade decorar seu gabinete com uma paisagem carioca, não é mesmo?

Vereador Lucas, dê uma moral aí para São Gonçalo!

Quanto ao caso da agressão contra a guarda municipal, a exoneração de seu assessor era inevitável.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

FELIZMENTE, SÃO GONÇALO NÃO ESTÁ ENTRE AS CIDADES MAIS VIOLENTAS DO PAÍS E DO MUNDO

Centro de São Gonçalo - Foto: Facebook

Apesar do crescente aumento da violência e da enorme sensação de falta de segurança, felizmente, São Gonçalo não é altamente violento como parece ser.

A nossa cidade não aparece entre as 150 mais violentas do país, no levantamento divulgado pelo Mapa da Violência 2016 (ver aqui), e muito menos entre as 50 mais violentas do mundo, na pesquisa publicada pela pela ONG mexicana Conselho Cidadão para Segurança Pública e Justiça Penal.

Os dois levantamentos foram baseados em números de homicídios.

Confira abaixo o ranking das 50 cidades mais violentas do mundo, 19 delas no Brasil (veja em negrito):






terça-feira, 11 de abril de 2017

DICAS DE SEGURANÇA NA HORA DE ABASTECER COM GNV

Posto Ipiranga do Colubandê - Fotos: Facebook

Para evitar que a tragédia do último sábado (08/04) se repita - explosão de carro em um posto no bairro Colubandê, que provocou a morte de uma mulher e deixou três pessoas gravemente feridas -, confira abaixo as orientações do Detran quando for abastecer com GNV:


segunda-feira, 10 de abril de 2017

SEM GRANDES NOVIDADES NOS 100 DIAS DO GOVERNO NANCI

Prefeito José Luiz Nanci - Foto: Divulgação

Que os primeiros meses de mandato do Governo Nanci não trariam grandes novidades, todo mundo já sabia. Afinal, o cenário de adversidades era previsível: além da crise econômica do país e da falência financeira do Estado, o prefeito José Luiz Nanci herdou também uma Prefeitura deficitária e cheia de problemas.

No entanto, havia a expectativa de que algo novo pudesse acontecer nos 100 primeiros dias de sua gestão, completados nesta segunda-feira (10/04), para pontuar alguma diferença significativa em relação ao desgastado governo anterior.

Na ausência de grandes novidades - a nova administração municipal apenas organizou e executou ações emergenciais de limpeza na cidade e negociou o salário atrasado de dezembro/2016 dos servidores -, as desavenças envolvendo o prefeito, seu vice Ricardo Pericar, e a primeira-dama, Eliane Gabriel, foram o único fato que chamou a atenção nesses 100 primeiros dias do Governo Nanci. Fora isso, nada mais se destacou.

Todavia, ainda é muito cedo para falar em fracasso da gestão Nanci. Portanto, espero que, nos próximos meses, o novo governo mostre realmente a que veio.

Que saia da inoperância e aja com ações inovadoras em prol do progresso de São Gonçalo. Não podemos conviver eternamente de braços dados com o atraso.

Afinal, o novo prefeito ganhou com o lema "Bora mudar de verdade!", não é mesmo?

Que apareçam, então, os primeiros sinais da verdadeira mudança.