quinta-feira, 19 de julho de 2018

867 VAGAS DE TRABALHO COM CARTEIRA ASSINADA EM VÁRIAS REGIÕES DO ESTADO


O Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Estado de Trabalho e Renda (Setrab) e do Sistema Nacional de Empregos (Sine-RJ), informa a existência de 867 vagas de trabalho com carteira assinada em várias regiões do estado. Com exigência de formação entre o ensino fundamental incompleto e o superior completo e com Salários que podem chegar até R$ 5 mil. São para ambos os sexos. São 504 colocações para deficientes.

A Capital tem 280 vagas, sendo 110 para Balconista, 37 para Auxiliar de Cozinha, 30 para Vendedor de Serviços, 30 para Operador de Telemarketing, 22 para Fiscal de Loja, 20 para Ajudante de Carga e Descarga, dez (10) para Auxiliar de Jardinagem e dez (10) para Frentista, entre outras.

A Região Serrana tem 31 oportunidades. No Sul Fluminense são 15 vagas. Na Região da baixada Litorânea são duas (2). São 35 chances na Região Metropolitana, sendo dez (10) para Servente de Pedreiro, dez (10) para Pedreiro e dez (10) para Auxiliar de Limpeza, entre outras.

Entre as vagas para deficientes estão 118 para Empacotador, 100 para Repositor, 50 para Atendente de Lanchonete, 37 para Operador de Caixa, 30 para Operador de Loja, 28 para Auxiliar de Limpeza, 27 para Ajudante de Cozinha, 21 para Operador de Vendas, 15 para servente de Limpeza, entre outras.

É importante salientar que as unidades do Sistema Nacional de Empregos (Sine-RJ) não recebem currículos e que a inscrição para se candidatar às vagas coletadas pela secretaria têm que ser cadastradas nos postos Sine/Setrab ou no site maisemprego.mte.gov.br. A secretaria também mantém em seu site o PDF com a distribuição de chances existentes por região e função.

Ao se dirigir a uma unidade Sine/Setrab para se candidatar a uma vaga, o trabalhador deve verificar se o perfil que tem cadastrado no sistema é compatível com a oportunidade existente. Caso tenha interesse em ocupar alguma outra função que não esteja registrada em sua ficha, peça ao atendente a orientação de como poderá concorrer a outras chances que se encontrem à disposição.

segunda-feira, 16 de julho de 2018

O CONFUSO ROMPIMENTO DE PERICAR COM NANCI

O então candidato a prefeito José Luiz Nanci e seu vice Ricardo Pericar durante campanha eleitoral em 2016 - Foto: Divulgação

Em post publicado no último sábado (14/07), sobre seu afastamento político com o prefeito José Luiz Nanci, o vice-prefeito Ricardo Pericar disse que sua decisão foi motivada pela mudança de caráter de Nanci.

Já em matéria publicada nesta segunda-feira (16) pelo jornal O São Gonçalo, questionado sobre seu futuro como vice-prefeito, Pericar respondeu:  “Se ele (prefeito) quiser, estou à disposição para trabalhar e colaborar com o município”.

É por causa dessa e outras contradições que muita gente não está levando a sério o rompimento de Pericar com o prefeito. Acha que tudo não passa de um factóide para promover a sua pré-candidatura a deputado federal.

Como diria o colunista Ancelmo Gois: "É. Pode ser"

sábado, 14 de julho de 2018

CRISE NO GOVERNO NANCI: VICE PERICAR ROMPE COM PREFEITO

Vice-prefeito Ricardo Pericar e Prefeito José Luiz Nanci - Fotos: Reprodução vídeo e Divulgação

Na tarde deste sábado (14/07), o vice-prefeito Ricardo Pericar (PSL) publicou um post em sua página do Facebook anunciando seu afastamento político do governo do prefeito José Luiz Nanci(PPS).

Pericar alega como motivo de sua polêmica decisão a mudança de caráter do prefeito que, segundo ele, o comprometeu a realizar um bom governo.

"Espero que o prefeito reveja os vídeos da campanha para refletir sobre os compromissos assumidos com a Cidade. Durante esse tempo venho lembrando ao prefeito o que prometemos a população, mas ele parece não ouvir. Não posso manchar a minha história política", declarou.

Assista aqui ao vídeo em que Pericar detalha os motivos que o levaram a se afastar politicamente do Governo Nanci.

sexta-feira, 13 de julho de 2018

938 OPORTUNIDADES DE TRABALHO EM TODO O ESTADO


O Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Estado de Trabalho e Renda (Setrab) e do Sistema Nacional de Empregos (Sine-RJ), informa a existência de 938 vagas de trabalho com carteira assinada em várias regiões do estado. Com exigência de formação entre o ensino fundamental incompleto e o superior completo e com Salários que podem chegar até R$ 5 mil. São para ambos os sexos. São 463 colocações para deficientes.

A Capital tem 367 vagas, sendo 100 vagas para Balconista, 70 para Motorista de Ônibus, 35 para Auxiliar de Cozinha, 20 para Atendente de Frios/Laticínios, 15 Atendente, entre outras. A Região Serrana tem 44 oportunidades. No Sul Fluminense são onze (11) vagas. Na Região da baixada Litorânea são duas (2). São 49 chances na Região Metropolitana, sendo dez (10) para Servente de Pedreiro, dez (10) para Pedreiro e dez (10) para Auxiliar de Limpeza, entre outras.

Entre as vagas para deficientes estão 118 para Empacotador, 110 para Repositor, 50 para Atendente de Lanchonete, 35 para Operador de Caixa, 33 para Operador de Loja, 28 para Auxiliar de Limpeza, 21 para Operador de Vendas, 17 para Ajudante de Cozinha entre outras.

É importante salientar que as unidades do Sistema Nacional de Empregos (Sine-RJ) não recebem currículos e que a inscrição para se candidatar às vagas coletadas pela secretaria têm que ser cadastradas nos postos Sine/Setrab ou no site maisemprego.mte.gov.br. A secretaria também mantém em seu site o PDF com a distribuição de chances existentes por região e função.

Ao se dirigir a uma unidade Sine/Setrab para se candidatar a uma vaga, o trabalhador deve verificar se o perfil que tem cadastrado no sistema é compatível com a oportunidade existente. Caso tenha interesse em ocupar alguma outra função que não esteja registrada em sua ficha, peça ao atendente a orientação de como poderá concorrer a outras chances que se encontrem à disposição.

segunda-feira, 9 de julho de 2018

DESEMPREGO DE JOVENS EM SÃO GONÇALO SUPERA O DO HAITI

O Haiti é aqui / André Mello

Pesquisa divulgada ontem (08/07) pela coluna do Ancelmo Goes (O Globo) retratou dados lamentáveis sobre a realidade do mercado de trabalho dos jovens gonçalenses. Confira abaixo:

São Gonçalo tem taxa de desemprego maior do que a do Haiti

- 34,7% dos jovens de São Gonçalo, maior cidade-dormitório da Região Metropolitana do Rio, estão desempregados. A taxa nacional de desemprego entre jovens na Síria, em guerra civil, é de 30,6% e no miserável Haiti, de 34%.

- No mercado de trabalho, só 49,7% têm carteira assinada e 29,8% são “autônomos informais”, ou seja: camelôs e biscateiros.

- São Gonçalo é uma cidade majoritariamente negra (57,2% dos jovens se autodeclaram negros).

- A pesquisa, que ouviu 1.000 jovens com idades entre 15 e 29 anos, foi feita pela Bem TV Educação e Comunicação/UFRJ, com financiamento da União Europeia.

segunda-feira, 2 de julho de 2018

SETRAB OFERECE 994 OPORTUNIDADES DE EMPREGO NO ESTADO


O Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Estado de Trabalho e Renda (Setrab) e do Sistema Nacional de Empregos (Sine-RJ), informa a existência de 994 vagas de trabalho com carteira assinada em várias regiões do estado. Com exigência de formação entre o ensino fundamental incompleto e o superior completo e com Salários que podem chegar até R$ 5 mil. São para ambos os sexos. São 506 colocações para deficientes.

A Capital tem 387 vagas, sendo 250 para Operador de Telemarketing Receptivo, 52 para Balconista, 50 para Motorista de Ônibus, entre outras. A Região Serrana tem 59 oportunidades, sendo 24 para Costureira em Geral. No Sul Fluminense são 16 vagas. Na Região Noroeste são duas (2). São 23 chances na Região Metropolitana.

Entre as vagas para deficientes estão 118 para Empacotador, 110 para Repositor, 50 para Atendente de Lanchonete, 35 para Operador de Caixa, 33 para Operador de Loja, 27 para Ajudante de Cozinha, 21 para Operador de Vendas, 18 para Auxiliar de Limpeza, 17 para Deposista, entre outras.

É importante salientar que as unidades do Sistema Nacional de Empregos (Sine-RJ) não recebem currículos e que a inscrição para se candidatar às vagas coletadas pela secretaria têm que ser cadastradas nos postos Sine/Setrab ou no site maisemprego.mte.gov.br. A secretaria também mantém em seu site o PDF com a distribuição de chances existentes por região e função.

Ao se dirigir a uma unidade Sine/Setrab para se candidatar a uma vaga, o trabalhador deve verificar se o perfil que tem cadastrado no sistema é compatível com a oportunidade existente. Caso tenha interesse em ocupar alguma outra função que não esteja registrada em sua ficha, peça ao atendente a orientação de como poderá concorrer a outras chances que se encontrem à disposição.

sexta-feira, 29 de junho de 2018

SÃO GONÇALO CAI QUATRO POSIÇÕES NO RANKING DE DESENVOLVIMENTO MUNICIPAL DA FIRJAN

Centro de São Gonçalo - Foto: TV GLOBO

Baseado em dados de 2016, o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM 2018) divulgado ontem (28/06) pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro mostrou que São Gonçalo caiu quatro posições em relação ao ano de 2015, no ranking dos 92 municípios fluminenses: passou de 82º (0.6261) para 86º (0.6189) lugar.

Segundo a Firjan, a crise econômica iniciada em 2014 foi a grande responsável pela queda do índice em diversos municípios fluminenses e brasileiros. 

O IFDM é um estudo que acompanha anualmente o desenvolvimento socioeconômico de todos os mais de 5 mil municípios brasileiros em três áreas de atuação: Emprego & renda, Educação e Saúde. 

Entenda abaixo a leitura do IFDM e confira os índices de 2016 de São Gonçalo:



Clique aqui para saber mais detalhes do IFDM de São Gonçalo e de outros municípios fluminenses e brasileiros.

E assista aqui a reportagem do RJTV em que mostra que o acesso à educação infantil em São Gonçalo é um dos mais baixos do estado.

A Saúde foi a única área que houve melhora em relação a 2015.

segunda-feira, 25 de junho de 2018

ÔNIBUS DO CONSUMIDOR DA ALERJ ATENDE ATÉ O DIA 29 DE JUNHO EM SÃO GONÇALO

Foto: Divulgação

Durante esta semana, o ônibus de atendimento à população da Comissão de Defesa do Consumidor (Codecon) da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) estará na Região Metropolitana do Rio, em Alcântara - São Gonçalo, no calçadão da Rua Yoland Saad Abuzaid. Os interessados podem comparecer ao local das 9h às 17h, de segunda a sexta-feira (25 a 29/06).

As questões que não puderem ser resolvidas no mesmo dia serão enviadas para a sede da comissão, no Edifício Leonel de Moura Brizola, na Rua da Alfândega, 8, Centro da capital. Os consumidores podem, ainda, se dirigir ao térreo deste endereço, onde estão disponíveis guichês de atendimento à população. O serviço funciona nos dias úteis, das 10h às 17h. Os interessados em entrar em contato com a comissão para tirar dúvidas ou fazer reclamações de serviços e produtos podem também utilizar o atendimento telefônico Disque Defesa do Consumidor (0800 282 7060).

sexta-feira, 22 de junho de 2018

VEREADOR SANDRO ALMEIDA TEM MANDATO CASSADO PELO TRE E FICA INELEGÍVEL POR OITO ANOS

Diplomação do vereador Sandro Almeida (janeiro/2017), que obteve 4.620 votos - Foto: Divulgação

Acusado de abuso de poder econômico e compra de votos nas eleições de 2016, o vereador Sandro Almeida (PHS) acaba de perder o seu mandato na Câmara Municipal de São Gonçalo, em decisão tomada na semana passada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) e publicada ontem (21/06) no Diário Oficial do Poder Judiciário.

Segundo a denúncia do Ministério Público Eleitoral, autor da ação, o ex-secretário de Governo, Postura e Comunicação do ex-prefeito Neilton Mulim teria promovido obras de reformas e eventos em algumas comunidades do município, como ato de compras de votos. 

O parlamentar nega as acusações e diz que recorrerá da decisão ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE):

“Conseguimos comprovar minha inocência na acusação mais grave, que seria relacionada a uma possível compra de votos. Entraremos com recurso pedindo efeito suspensivo no TSE, com a confiança de que teremos êxito e de que todos os fatos serão devidamente esclarecidos”, declarou o vereador, que é candidato a deputado estadual nas próximas eleições.  

A decisão o absolveu da multa de 10 mil Ufirs - cerca de R$ 32 mil -, conforme recurso do vereador, mas manteve sua inelegibilidade por oito anos e a cassação do seu mandato. Em seu lugar assume o suplente Dr. Cláudio Rocha (PSDB).  

A Câmara de Vereadores disse que ainda não foi notificada da decisão.  

Fonte: O Fluminense

quinta-feira, 21 de junho de 2018

1.054 VAGAS DE TRABALHO EM VÁRIAS REGIÕES DO ESTADO


O Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Estado de Trabalho e Renda (Setrab) e do Sistema Nacional de Empregos (Sine-RJ), informa a existência de 1.054 vagas de trabalho com carteira assinada em várias regiões do estado. Com exigência de formação entre o ensino fundamental incompleto e o superior completo e com Salários que podem chegar até R$ 5 mil. São para ambos os sexos. São 506 colocações para deficientes.

A Capital tem 469 vagas, sendo 90 para Operadora de Caixa, 80 para Motorista De Ônibus Urbano, 50 para Balconista, 35 para Repositor, 35 para Frentista, 30 para Empacotador, 20 para Açougueiro, 20 para Atendente de Padaria, 17 para Separador de Material Reciclável, 15 para Orientador de Tráfego, 15 para Manobrista, e 14 para Vendedor, entre outras.

A Região Serrana tem 57 oportunidades, sendo 24 para Costureira em Geral. No Sul Fluminense são doze (12) vagas. Na Região Noroeste duas (2). São seis (6) chances na Região Metropolitana.

Entre as vagas para deficientes estão 118 para Empacotador, 110 para Repositor, 50 para Atendente de Lanchonete, 35 para Operador de Caixa, 33 para Operador de Loja, 27 para Ajudante de Cozinha, 18 para Auxiliar de Limpeza, 17 para Deposista, entre outras.

É importante salientar que as unidades do Sistema Nacional de Empregos (Sine-RJ) não recebem currículos e que a inscrição para se candidatar às vagas coletadas pela secretaria têm que ser cadastradas nos postos Sine/Setrab ou no site maisemprego.mte.gov.br. A secretaria também mantém em seu site o PDF com a distribuição de chances existentes por região e função.

Ao se dirigir a uma unidade Sine/Setrab para se candidatar a uma vaga, o trabalhador deve verificar se o perfil que tem cadastrado no sistema é compatível com a oportunidade existente. Caso tenha interesse em ocupar alguma outra função que não esteja registrada em sua ficha, peça ao atendente a orientação de como poderá concorrer a outras chances que se encontrem à disposição.