quarta-feira, 16 de maio de 2012

Depois de sete anos de APAGÃO CULTURAL, somente agora, no final de seu governo, a prefeita Aparecida Panisset decide fazer alguma coisa pela cultura gonçalense


Centro Cultural Joaquim Lavoura finalmente será usado para atividades culturais

Depois de sete anos sem prestigiar a cultura em São Gonçalo – não construiu o teatro municipal, não construiu um museu, não valorizou os pontos históricos e muito menos promoveu os talentos e eventos artísticos da cidade –, somente agora, no finalzinho de seu governo, é que a prefeita Aparecida Panisset resolveu ‘reduzir’ um pouquinho a sua enorme dívida com a cultura gonçalense.

O Centro Cultural Joaquim Lavoura, mais conhecido como Lavourão, finalmente fará jus ao seu nome. O espaço que deveria ser usado para atividades culturais, mas que, há anos, vem abrigando algumas secretarias municipais, passará por obras para atender a sua real finalidade.

As secretarias instaladas no local serão transferidas para outros endereços. A previsão é que, em agosto – faltando dois meses para a eleição –, o prédio já esteja com a reforma concluída para oferecer oficinas culturais como aulas de música, dança, teatro e artesanato entre outras manifestações culturais.

Segundo o professor Eugênio Abreu, chefe de Gabinete e também presidente da Fasg, a prefeita pretende, com esta reforma, corrigir a sua dívida com a cultura gonçalense:

“Ela (Aparecida Panisset) está corrigindo esta dívida com a reforma do Centro Cultural Joaquim Lavoura, o Lavourão. Era uma promessa de campanha deixar o prédio apenas para fins culturais. O que está sendo feito é esta correção no local. Colocaremos uma nova iluminação, nos moldes das existentes dos prédios do Judiciário, em Niterói, e alguns do Rio, para valorizarmos o Lavourão, que é histórico para a nossa cidade”, declarou Eugênio.

É lamentável que a cultura em São Gonçalo não tenha merecido atenção durante todos esses anos e que, somente agora, por causa da eleição, seja reparado em parte o total descaso.

Foram mais de sete anos de apagão cultural, e o mais contraditório de tudo é ainda ouvir que São Gonçalo atualmente vive um momento de “efervescência cultural” jamais vista.

Que "efervescência cultural" é essa que só, em agosto (faltando dois meses para eleição), um prédio que se intitula Centro Cultural fará jus ao seu nome?

Fonte: OSG


2 comentários:

  1. Marlize Pereira Santos16 de maio de 2012 21:18

    O fato da prefeita de só agora fazer alguma coisinha pela cultura da cidade demonstra o quanto essa mulher menosprezou essa área em seu governo. Será que ela está achando que com essa "boa ação" às vésperas da eleição vai conquistar os votos do pessoal da cultura? Está redondamente enganada. Não somos trouxas!

    ResponderExcluir
  2. Iniciativa louvável, independentemente das eleições. O Lavourão merece e precisa mesmo de obras.

    Eu acho que a efervescência cultural independe do investimento público. Vários focos de vida cultural estão se estabelecendo na cidade de maneira isolada.

    ResponderExcluir