quarta-feira, 3 de julho de 2013

GOVERNO MULIM NÃO É EXCELENTE NEM PÉSSIMO, MAS PROBLEMÁTICO

Prefeito Neilton Mulim (Foto: Filipe Aguiar)

Ao contrário do que uma meia-dúzia contrariada anda dizendo por ai: que o Território Gonçalense se tornou um blog governista, o blog do Mulim – só porque nós criticamos de forma contundente a união esdrúxula de alguns partidos de extrema-esquerda com “panissetistas”, que queriam usar as manifestações para fazer politicagem barata –, informamos que o TG continua totalmente independente. Com liberdade total e irrestrita tanto para criticar quanto para elogiar o governo municipal.

Quem é que não sabe que o Governo Mulim não é nenhuma maravilha? Que a saúde em São Gonçalo continua precária? Que a educação continua com os mesmos problemas de sempre? Que a desordem urbana continua imperando em São Gonçalo? Que o governo tomou decisões administrativas questionáveis? Que o governo pagou um grande mico administrativo rompendo o contrato com a Marquise, colocando em seu lugar uma empresa sem competência e, agora, trazendo de volta a Marquise para fazer a limpeza urbana? Quem é que não sabe que o governo ainda não engrenou como gostaríamos? Só mesmo um burro ou um grande idiota poderia afirmar, neste momento, que o Governo Mulim é excelente.

Como também só mesmo pessoas sem noção alguma de política podem querer e exigir que o prefeito atual faça milagres em apenas seis meses de mandato, principalmente considerando o fato de que ele herdou uma herança maldita, como afirmou com muita propriedade o Professor Josemar Carvalho, num texto muito inteligente de sua autoria.

Confira abaixo a análise do Prof. Josemar sobre o Governo Panisset:

A HERANÇA MALDITA DE PANISSET

É um consenso nos movimentos sociais, nas comunidades, nas escolas, nas redes sociais e nos meios universitários que São Gonçalo viveu oito anos de muita dificuldade.

O descaso com os serviços públicos, o autoritarismo politico e a intolerância religiosa foram os marcos da gestão de Aparecida Panisset.

Os baixos índices de saúde e educação são ápices do descaso com a qualidade do público. Não precisamos desmiuçar muito sobre questão, pois é visível para todos a péssima situação dos postos de saúde, das escolas e das creches.

A redução da urbanização a embelezamento de vias públicas, também foi outro problema. Enquanto isso, as comunidades e as obras estruturais foram deixadas de lado.

O salário irrisório dos servidores em geral, dos profissionais de educação e da saúde revelam que a qualidade de vida dos trabalhadores não era uma das prioridades da família Panisset. O não cumprimento da regulamentação dos Agentes Comunitários de Saúde foi triste uma triste promessa não cumprida.

A falta de democracia também é um ponto a ser analisado no governo Panisset. A repressão à greve dos professores e a proposta inicial indecente de 1% de aumento foram grandes vergonhas políticas. A cooptação de líderes comunitários e o não atendimento das demandas organizadas foram contínuas.

A intolerância religiosa era uma constante no governo Panisset. A tentativa desastrada de retirada do tapete da Igreja Católica, ainda no primeiro mandato, revelou que o governo de Panisset, não tinha perspectiva de convivência laica. Os outros exemplos que se sucederam, entre eles, como a derrubada da Casa da Umbanda, a troca do nome da Praça Chico Mendes para Praça da Bíblia, confirmaram tal questão. A construção de uma Secretaria Municipal para Assuntos Religiosos foi uma ruptura com o Estado laico definitivamente. O loteamento de ‘pastores’ nos cargos da Prefeitura nos mostrou que Panisset tem no discurso religioso e na cooptação de lideranças evangélicas, a construção da sua base política.

É de conhecimento de todos que quando a religião vira discurso político temos a ruptura do Estado laico, abrindo margem para ditadura e construção da irracionalidade social e política. Em tempos remotos, a Inquisição na Idade Média foi grande exemplo. Na modernidade, o fascismo e o nazismo, já no Século XX, foram as maiores expressões desta concepção. Infelizmente, a última gestão da prefeitura de nosso município adentrou por essa mesma lógica.

Fizemos este rápido levantamento do governo anterior para ajudar na compreensão da situação atual e nos desafios que têm Governo do Neilton Mulim.

Para ler o artigo na íntegra, clique aqui.

Agora, queridos leitores, pergunto-lhes: será que seis meses é tempo suficiente para um governo vencer todos esses desafios?

Portanto, a conclusão que podemos tirar, neste momento, é que o Governo Mulim não é excelente nem péssimo, mas problemático.

Já poderia ter resolvido algumas coisas? Sim, poderia! Mas como disse é um governo problemático. Vamos aguardar mais um pouquinho para cobrarmos mais eficiência.

O Território Gonçalense não vai fazer oposição para agradar a terceiros

Algumas pessoas têm cobrado do blog um posicionamento mais crítico em relação ao Governo Mulim.

"Vocês criticavam tanto o Governo Panisset e como é que agora fecham os olhos para o desgoverno do prefeito atual”, cobram os simpatizantes da administração passada.

Há uma enorme diferença entre o governo atual e o anterior. O Território Gonçalense criticava a ex-prefeita Aparecida Panisset porque ela governou a cidade em dois mandatos, ou seja, teve tempo suficiente e oportunidade para ter promovido um grande progresso no município. E o que o seu governo promoveu? Penso que o texto do Professor Josemar Carvalho resumiu com muita clareza: o governo Panisset só promoveu atraso, segregação religiosa e corrupção (as matérias de jornais durante a era Panisset também podem confirmar isso).

Já o governo atual, só tem seis meses de mandato. Muito pouco tempo para afirmarmos que é um fracasso retumbante.

Portanto, não contem com o Território Gonçalense para fazer uma crítica ferrenha, neste momento, ao Governo Mulim. O blog não vai ser pautado por vinganças políticas de “panissetistas” e tampouco por oposicionistas que torcem para o quanto pior, melhor.

No momento certo, o TG vai cobrar com veemência as promessas feitas pelo prefeito, na época de sua campanha eleitoral. Vale destacar que o compromisso do blog não é com a Prefeitura, mas sim com a população de São Gonçalo!

Mas fiquem à vontade para criticar o Território Gonçalense: podem classificá-lo de blog vendido, blog do Mulim, de inocente útil, idiota útil...

Afinal, vivemos numa democracia: todos são livres para pensar e se manifestar da forma que quiser.

E VIVA A DEMOCRACIA!!!

8 comentários:

  1. É isso ai Wagner, se posicionou muito bem. Você tem o meu respeito. Seu blog é 1000!!! Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Rodrigo Villalba3 de julho de 2013 15:49

    Wagner, em todas suas postagens em nenhuma delas vi vc sendo tendencioso para algum candidato, o seu blog sobre as eleições foi muito bom e esclarecedor em relação a escolhas dos candidatos. Criticas amigo, sempre aparecerão e não desanime com elas e sim saia mais fortalecido, como diz o ditado: "com a pedras que me atirarem construirei meu castelo".

    ResponderExcluir
  3. Prezado Rodrigo Villalba,

    É uma honra tê-lo como seguidor do blog. É o reconhecimento dos leitores que me motiva a continuar fazendo este trabalho em prol de São Gonçalo.

    Quanto às críticas, eu estou vacinado, não me incomodo com elas. Se nem Jesus Cristo agradou a todo mundo, não vai ser eu que vou agradar, não é mesmo? Seria muita pretensão da minha parte (risos).

    E além do mais, não estou obrigando a ninguém a concordar comigo. Cada um é livre para pensar e se manifestar da forma que quiser.

    Porém, por respeito aos meus leitores, eu gosto de deixar as coisas bem claras. Ser transparente nas palavras e ações. Tenho imenso carinho e respeito pelo público do blog. Afinal, se o Território Gonçalense conquistou o seu espaço e tem credibilidade é graças aos leitores especiais que o seguem há muito tempo, como você, por exemplo.

    Obrigado pelo apoio e grande abraço!

    Vagner Rosa

    ResponderExcluir
  4. "Que a desordem urbana continua imperando em São Gonçalo?" Realmente é muito pouco tempo para fazer uma análise mais profunda da atual Administração como exigem os "Panicats" e aliados. Uma coisa quero deixar claro quanto a pergunta acima feita no Blog. A desordem urbana em grande parte é culpa, única, do povo Gonçalense. Vemos motoristas avançando sinal vermelho, estacionando sobre calçadas, parando a faixa da esquerda para acessar estacionamento irregular na Presidente Kennedy, fechando cruzamento, trafegando na contramão, trafegando com veiculo em péssimo estado, sem licenciamento, Vans abusam no trânsito, motoristas de ônibus jogando seus "carrinhos" sobre pedestres e demais veículos, deixando e apanhando passageiro na faixa do meio, motociclista alterados agindo de forma irresponsável no trânsito e blá, blá, blá... Se forem multados, recorrem não querendo assumir a culpa tornando-se pessoas egoístas e sem consideração ou seja, mal educados. Verdadeiros animais. E ainda querem cobrar do Prefeito ou seja lá de quem for.
    Francisco - Nova Cidade

    ResponderExcluir
  5. Gosto de ler e acho as colocações inteligentes. Bom para refletir, repensar, mudar e ajudar.
    Boa noite!

    ResponderExcluir
  6. Olá, Dora Cordeiro!

    É uma honra tê-la como seguidora do blog. Fico contente em saber que o Território Gonçalense promove a reflexão. Quando criei o blog, a proposta foi justamente essa.

    Obrigado pelo reconhecimento e prestigio ao blog.

    Abraço.

    Vagner Rosa


    ResponderExcluir
  7. EM TUDO EU CONCORDO NESTE ARTIGO, MENOS O FATO DO NEILTON TER SE UNIDO A OUTRO EX PREFEITO PARA GOVERNAR A CIDADE.BUSQUE O SECRETARIADO DO MULIM E OS FUNCIONÁRIOS E VEJA AS INDICAÇÕES.
    EM 6 MESES ELE NÃO PODE FAZER MILAGRES, MAS PODERIA TER CUMPRIDO A PALAVRA COM OS CANDIDATOS A VEREADORES QUE O APOIARAM E GASTARAM DINHEIRO E NEM UM MUITO OBRIGADO ELE DISSE. SERÁ QUE EM 6 MESES ELE NÃO TEVE TEMPO PARA ISTO? EM 06 MESES ELE NÃO CONSEGUI CARGO PARA QUEM ESTENDEU A MÃO A ELE QDO PRECISOU?
    EU SINCERAMENTE, NÃO POSSO ACREDITAR QUE TODAS AS PROMESSAS SERÃO CUMPRIDAS,PRINCIPALMENTE A PASSAGEM CHEGAR A R$ 1,50. SE ELE SE ESQUECEU DE NÓS QUE ESTÁVAMOS LADO A LADO COM ELE DIARIAMENTE, QUEM GARANTE QUE CUMPRIRÁ O QUE PROMETEU AO POVO.?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É por isso que o Brasil esta como esta, pessoas como amigo acima entram na politica (Eu entendo como "politicagem") pensando no próprio bolso, fazem campanha em troca de cargos e indicações em nenhum momento nenhum politico no Brasil pensa na sua sociedade, acho que posso incluir o Neilton pelo comentário do amigo acima que ta aguardando beneficio desse governo, Vergonha de ser brasileiro. é por isso que não voto mais, tenho nojo da politica e to tomando o mesmo nojo do nosso povo que é tão desonensto quanto seus governantes! Leandro Santa Luzia

      Excluir