segunda-feira, 14 de novembro de 2016

ITACOATIARA JÁ PERTENCEU A SÃO GONÇALO. OU: OS GONÇALENSES TAMBÉM SÃO OS "DONOS DAQUELE PEDAÇO"!

Itacoatiara na época em que pertencia ao território gonçalense (1938) - Foto: Mathias Sandri

O post "A intolerância asquerosa na Praia de Itacoatiara contra os gonçalenses", publicado pelo Território Gonçalense na quarta-feira passada (9/11), já é considerada a publicação mais popular de todos os tempos do blog, com dezenas de milhares de visualizações.

E como a postagem ainda continua repercutindo, penso ser importante, para enriquecer o conhecimento cultural do pessoal de Itacoatiara, informar um fato que não foi informado no referido post: que o distrito de Itaipu - que abrange a Praia de Itacoatiara -, entre 1890 e 1943, pertenceu ao município de São Gonçalo.

Para quem ainda não sabe, São Gonçalo (antes de ser emancipado politicamente em 22 de setembro de 1890) era um distrito de Niterói. Com o desmembramento do território niteroiense por contra da criação do município  de  São Gonçalo, os distritos de Nossa Senhora da Conceição de Cordeiros e São Sebastião de Itaipu passaram então a fazer parte do novo município fluminense.

No entanto, em 1943, com uma nova divisão territorial no Estado do Rio de Janeiro, o distrito de Itaipu foi reincorporado ao município de Niterói (Fontes: História de São Gonçalo - PMSG, História de Niterói - IBGE)

Portanto, a intolerância do pessoal de Itacoatiara contra os gonçalenses é um enorme contrassenso. Além de o lugar ser público, os gonçalenses têm ainda mais direito de frequentá-lo. Nós somos também os "donos daquele pedaço"! Afinal, aquela região já pertenceu a São Gonçalo um dia.

Agora, isso não significa que os gonçalenses estejam liberados para fazer o que quiserem no lugar.  Absolutamente.  Mas vale destacar que não são só os gonçalenses que frequentam a Praia de Itacoatiara, não. Mas também visitantes de outras cidades e de outras partes de Niterói.

Portanto, o ideal é incentivar o cuidado de todos com o lugar, como foi sugerido pela psicanalista Sandra Teixeira.

Que tal uma campanha de conscientização bem bacana para o próximo verão? Seria mais plausível que promover boatos patéticos e preconceituosos na internet, nao é mesmo? Fica a dica!

Abaixo, a página 47 do livro "São Gonçalo cinquentenário: história, geografia, estatística", escrito e lançado em 1940 pelo médico e intelectual Luiz Palmier. Confira o relato do autor sobre as belezas naturais de São Gonçalo na época, em que ele menciona a faixa entre a barra de Piratininga  e o maciço granítico de Itacoatiara.


5 comentários:

  1. Estava lanchando sábado no Plaza e na mesa ao lado tinha uma garotada da zona sul de Niterói justamente comentando a matéria do Território Gonçalense sobre a intolerância em Itacoatiara e rindo do falso tubarão que atacou um gonçalense. Este blog é foda mesmo, a matéria tá repercutindo geral! Parabéns Vagner Rosa!

    ResponderExcluir
  2. Acho que deveriam rever a posse.Caso haja algo de errado,SG poderia requerer a posse de toda a Região do Distrito de Itaipú. Afinal,não houve plebiscito,votação ou algo do tipo.

    ResponderExcluir
  3. Vamos declarar guerra a Niterói e tomar de volta o que é nosso.

    ResponderExcluir
  4. Olha o pensamento do outro! Guerra? Tomar o q é nosso? No carnaval vejo tantos carros de SG fazendo uma favela em Itaipuaçu, jogando lixo na rua, escutando funk alto... Depois q vão embora, alguns ainda ficam, em invasões de terreno... Desculpa, sem preconceito... Apenas fato.

    ResponderExcluir