segunda-feira, 20 de setembro de 2010

DILMA ROUSSEFF FOGE DO POVO EM SÃO GONÇALO



Com o viaduto e ruas tomadas por “militantes” dos candidatos que apoiam a sua campanha, Dilma Rousseff, candidata à presidência da República pelo PT, fez uma passagem meteórica por Alcântara na manhã desta segunda-feira (20).



Bem diferente da visita que o seu adversário, José Serra (PSDB), fez na semana passada – quando causou grande alvoroço pelas ruas do bairro (veja aqui) – a passagem de Dilma não impactou ninguém, pois a candidata de um dos presidentes mais populares que o país já teve decidiu se concentrar bem longe do povo.


Sua visita a São Gonçalo, que durou no máximo 45 minutos, se resumiu exclusivamente ao interior do Restaurante Dom Nato – local onde os jornalistas aguardavam a candidata para uma coletiva de imprensa. 


Tudo bem que o candidato tucano, por estar em desvantagem nas pesquisas, precisa se mostrar mais simpático como forma de tentar mudar o quadro eleitoral, mas é bom lembrar que a petista Dilma também não fica atrás no quesito falta de carisma. Portanto, por mais que nós saibamos que beijos, abraços e acenos não passam de táticas políticas eleitorais, o fato é que as pessoas mais simples ainda prezam, e muito o contato físico e a proximidade com o candidato. Dispensar essas práticas soa arrogância. 


Na minha opinião, a D. Dilma não prestigiou coisa alguma a população gonçalense com a sua visita de salto alto. "Ah, não fale besteiras, ela prestigiou, sim", dirão alguns, pois prometeu uma parceria, caso seja eleita, com a prefeitura de São Gonçalo. Até ai nenhuma novidade, todos prometem mundos e fundos nesta época.


Eu suponho que ela deva ter evitado o contato direto com o povo por receio de ser hostilizada, pois o escândalo de corrupção na Casa Civil, que provocou a demissão da ministra Erenice Guerra, sua ex-secretária e braço-direito, começa a respingar em seu colo.


– Não acredito que alguém saiba tudo o que acontece na sua própria família e também não acredito que alguém saiba tudo o que acontece no governo dele. O presidente da Desenvolvimento Rodoviário S.A (Dersa), que ele (Serra) nomeou, sumiu com R$ 4 milhões da campanha dele – disse a candidata hoje em Alcântara rebatendo as críticas de Serra, de que ela seria incapaz como dirigente ou “cúmplice” por afirmar não ter conhecimento sobre o suposto esquema de tráfico de influência na Casa Civil.


Não querendo puxar sardinha pro lado do Serra, mas as críticas dele são coerentes. Não dá pra imaginar uma mulher competente e durona como é reconhecida a D. Dilma, deixar-se ser enganada por uma quadrilha bem debaixo de seu nariz! Vocês já observaram como ela está usando o mesmo discurso de Lula, da época do mensalão, de que não sabia de nada? Incrível como incorporou rápido as atitudes de seu mestre! Só não conseguiu incorporar o seu carisma inquestionável.


Depois de ouvir uma senhora comentando com uma amiga a sua frustração por não ter visto sequer um aceno de Dilma, ao avistar o vereador Miguel Moraes (PT), após a candidata ter ido embora, fui comentar com ele o ato deselegante da presidenciável de seu partido para com a população de São Gonçalo. Disse-lhe que ela poderia ter feito pelo menos uma pequena caminhada no Calçadão.


Ele argumentou que ela havia machucado a perna direita dias atrás (de fato, a vi usando uma bota ortopédica) e que Cabral também não estava bem restabelecido ainda da operação no menisco. Respondi ao vereador que esses fatos não justificavam a indelicadeza da pupila de Lula. Os dois poderiam ter desfilado em carro aberto pelas ruas do bairro, confortavelmente.


Logo ela, que tem grande aprovação aqui em São Gonçalo, foi fazer essa desfeita com o segundo colégio eleitoral do estado? Não dá para acreditar! Fora essa falta de cortesia com o povo gonçalense, tem o fato também de o município aniversariar (dia 22) esta semana. Ela sequer deu os parabéns à cidade!


Talvez a candidata Dilma, por considerar-se já eleita, ache desnecessário nesta reta final de campanha continuar fazendo média com o povinho. Se for mesmo isso, é uma pena que pense assim, pois sua passagem por São Gonçalo poderia ter sido um grande acontecimento, em vez desse evento apagadíssimo que foi!


Além dos escândalos terem tirado o brilho dela, como afirma a imprensa internacional (veja aqui), essa de ter fugido do povo gonçalense foi horrível para quem deseja receber o legado de um presidente extremamente popular. Com certeza, foi uma bola fora daquelas!


Confira agora o registro de sua passagem meteórica por terras gonçalenses:


Os profissionais da política (militância paga)












Senador Marcelo Crivella (que tenta a reeleição) e sua militância




Imprensa de prontidão a espera de Dilma Rousseff







A chegada de Dilma Rousseff










A Coletiva de Imprensa





Após 45 minutos, Dilma deixa Alcântara





O vereador gonçalense Miguel Moraes (PT)


O verdadeiro prestigiado com a visita de Dilma Roussef

Comentei com o Aroldo Salgueiro de Lucas, proprietário do Restaurante Dom Nato, que a Dilma não visitou São Gonçalo, mas, sim, exclusivamente o seu restaurante, pois a candidata de Lula sequer deu uma voltinha no quarteirão. Desceu da van e foi direto para o estabelecimento dele. Concedeu a coletiva e foi embora sem conhecer as ruas do mais importante bairro de São Gonçalo. Perguntei-lhe como se sentia com o tal momento histórico de sua vida.

- Prestigiado pelo meu restaurante ter sido escolhido pela candidata Dilma, e por ter tido a honra de servir um cafezinho a ela - disse o emocionado eleitor da candidata petista.


O prestigiado Aroldo Salgueiro de Lucas


Notícias em tempo real


Na era da internet a notícia chega rápido para o leitor. Logo após a partida de Dilma, jornalistas enviaram imediatamente as informações para as redações de jornais e sites. Solicitei aos meus colegas de profissão que observassem o fato de a candidata do povo não ter caminhado pelas ruas do bairro.

Parece que eles me atenderam e correram atrás de uma justificativa. Segundo informação dada pela repórter Mônica Teixeira, na 2ª Edição do RJTV, a agenda previa uma caminhada pelo tradicional Calçadão de Alcântara, mas os candidatos decidiram se concentrar na lanchonete.

Na minha opinião, esse pessoal foi acometido pela síndrome do já ganhou - não precisa mais fazer média com o povo - ou a Dilma realmente ficou receosa de ser hostilizada pelo público, em virtude das últimas denúncias gravíssimas que pairam sob sua administração na Casa Civil. Uma coisa ou outra.

Mas de qualquer forma, a população gonçalense agradece a desfeita da "candidata do povo"!


Jornalistas passam as informações da coletiva para os veículos de comunicação

Todas as fotos da matéria são de autoria de Vagner Rosa

Assista abaixo a matéria do RJTV - 2ª edição

6 comentários:

  1. Me desculpe, Vagner mas não posso deixar de fazer um comentário a respeito. Estive presente na atividade que foi extremamente concorrida. Acompanhei a comitiva desde o início, na chegada em Nova Cidade no campo do Bela Vista, onde fiz uma homenagem a candidata, entregando a ela o título de cidadã gonçalense pelos investimentos do PAC em SG (fotos no meu álbum do orkut). O previsto inicialmente na agenda era mesmo que fizéssemos uma caminhada, pois se imaginava que numa segunda-feira, pela manhã, isso seria possível. Todavia, uma multidão esperava Dilma em Alcântara. Não havia a menor condição da futura Presidente andar no calçadão, pois além do risco de uma grande confusão se a comitiva avançasse, ela estava com bota ortopédica, devido a uma torção no pé, além de estar acompanhada do governador Cabral que estava de muletas devido a uma cirurgia no joelho como é de conhecimento público. Não é possível comparar o apoio popular que um candidato como Serra tem em suas agendas (que é praticamente inexistente), com a comoção que se transforma em qualquer lugar do Brasil a passagem da candidata do meu partido, a candidata do Presidente Lula, e que certamente será a primeira mulher presidente da nossa história.
    E mais uma coisa: a Dilma e o Lindberg foram aclamados pela popuação em Alcântara. Agora, bastou a Prefeita descer da Van que o que se ouviu foi uma enorme vaia. E isso está se tornando constante: onde a Prefeita aparece em público ela só escuta vaias e hostilidades. Parece que a população de São Gonçalo está percebendo a farsa que é esse governo municipal. Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Prezado vereador Marlos

    Não quero criar nenhuma indisposição com o senhor por causa da candidata Dilma, pois tenho enorme consideração pela sua pessoa. O considero um político impar em São Gonçalo. Não é porque o senhor é de um partido do qual tenho algumas reservas que deixarei de reconhecer sua competência política e sua postura de alto nível. Oxalá todos os políticos gonçalenses tivessem a sua conduta!

    Mas vamos lá...

    Prezado vereador, o senhor sabe perfeitamente que existe uma enorme diferença entre a euforia de uma militância paga e ensaiada e uma manifestação espontânea do público. E que também há uma diferença entre os fatos reais e o que é editado para a imprensa ou interesse de alguém, certo?

    Pois bem... Eu procuro transmitir ao máximo a veracidade dos fatos que presencio. Posso até emitir nas entrelinhas algumas preferências ou objeções pessoais, mas jamais deixo de mostrar a versão real dos fatos.

    Vamos as suas considerações...


    Agenda da Dilma

    Eu soube da vinda da candidata Dilma a São Gonçalo por meio do twitter de uma pessoa por volta das 15 horas, de domingo. Imediatamente fui ao site oficial da campanha dela para obter a confirmação. Lá não dizia nada sobre a sua visita em nossa cidade. Somente por volta das 24 horas, antes de ir para a cama, voltei ao site e então lá estava este comunicado:

    "Visita à São Gonçalo
    20.09.2010- 9h30 | Rio de Janeiro
    9h30 - Visita à São Gonçalo
    Local: Rua João Caetano, nº 52, esquina com a Rua Palmira Ninho"

    Portanto, vereador, é impossível que houvesse uma multidão esperando a candidata Dilma em Alcântara. As pessoas não sabiam de sua visita aqui, exceto claro o pessoal da militância, que já deveria ter obtido essa informação com antecedência.

    Após a candidata deixar Alcântara, fui pro outro lado do bairro, lá pelas bandas do Carrefour. E então pude constatar a surpresa de muitas pessoas quando souberam que a Dilma esteve ontem de manhã aqui. Como se vê o comunicado da visita de Dilma não foi amplamente divulgado para ter formado assim uma grande multidão a sua espera.

    De fato, havia, sim, uma multidão nas ruas de Alcântara esperando Dilma, mas essa multidão era formada pela militância dos candidatos que apóiam a sua candidatura(como é possível perceber isso claramente nas fotos que postei aqui no blog).


    Caminhada pelo Calçadão

    Eu já tinha conhecimento da torção no pé da candidata e também da operação do menisco do governador (esses episódios foram amplamente divulgados na imprensa dias atrás), mas os dois já estão bem restabelecidos de seus problemas. Mas, de fato, poderia trazer incômodo para os dois a tal caminhada. Porém isso não seria uma boa desculpa para que não fizessem um desfile em carro aberto (por alguns minutos) pelas ruas do bairro num carro aberto, como aconteceu com a Dilma, recentemente, em Natal.

    Recursos e aparatos de segurança não seriam problemas. Até porque a Dilma não é o Papa para ter cuidados redobrados com a segurança. E além do mais, o trânsito na manhã de ontem em Alcântara, estava uma beleza. (como é possível constatar nas fotos que fiz dos arredores).

    ResponderExcluir
  3. Continuação...


    Comparação com o Serra

    É de conhecimento de todos que o candidato tucano não vai bem nas pesquisas. Por isso mesmo acho que ele tem mais é que se esforçar mesmo para parecer simpático junto ao povo e se enfiar no meio das pessoas para tentar reverter a sua triste situação eleitoral.

    Não é o caso da Dilma, que mesmo liderando as pesquisas, não pode jamais abrir mão de ser simpática com o povo. Ela representa a continuidade de um dos presidentes mais populares que o Brasil já teve, e que é idolatrado pelo povão.

    E São Gonçalo é uma cidade, majoritariamente, formada por uma população de classes menos favorecidas. Num linguajar mais claro: de povão.

    Portanto, na minha visão, pegou muito mal a candidata do povo não cumprimentar a população gonçalense – que cá pra nós: só apóia a Dilma por causa de Lula. Infelizmente, o nosso povo não tem muita informação política para saber que a candidata do PT não passa de um produto criado pelo marketing.


    A aclamação de Dilma e Lindberg Farias

    Vereador, eu estava próximo dos candidatos o tempo todo, digo do “biombo de pessoas” que foi formado em torno deles. O público que aclamou Dilma e Lindberg foi a militância paga. A manifestação verdadeira que poderia ter vindo do público real (daquele que não recebe soldo político para aplaudir) ficou bem longe do local.

    Mas tenho que registrar aqui que a manifestação calorosa do público foi maior para o candidato ao Senado, Lindberg.

    Mas isso se deu mais pelo histerismo das mulheres por causa da beleza do rapaz do que pela sua biografia política. rs.

    As mulheres próximas a mim pareciam estar tendo orgasmos por causa dele. Tremiam e chamavam o homem de gostoso e lindo sem parar. Foi surreal a cena! rs


    As vaias para Aparecida Panisset

    Apesar de ser notório o aumento da rejeição a família Panisset em nossa cidade, a vaia que a prefeita recebeu foi orquestrada pela “militância”, principalmente da candidata Graça Matos, e não pelo público real (sem soldo político), que estava bem longe dali.


    Título de cidadã gonçalense para Dilma Roussef

    Visitei seu albúm no orkut para ver as fotos da solenidade de entrega do título a candidata petista.

    Só senti falta de uma coisa: não vi a aclamação do público no evento.

    Para encerrar, volto a afirmar que continuo achando que ela cometeu, sim, uma grande deselegância com a nossa população, por não saudá-la, principalmente nesta semana em que o município aniversaria. Com certeza, ela ganharia mais pontos ainda com os gonçalenses.

    Mas parece que ela já está de salto alto, o que leva a crer que não está ligando mais para essas bobagens, não é mesmo? Mas é bom lembrar que o resultado das eleições só virá no dia 03 de outubro.

    Desculpe, vereador Marlos, como disse, não quero criar nenhuma indisposição com o senhor por causa da candidata Dilma, mas não poderia deixar de apresentar aqui a verdadeira versão dos fatos sobre a visita da candidata petista em nossa cidade.

    Grande abraço!

    Vagner Rosa

    ResponderExcluir
  4. Camila- Juventude do PT29 de setembro de 2010 16:36

    Complicada essas definições de "militãncia paga e não paga", dentro de uma campanha tão ampla quanto a da Dilma. Independente da companha na verdade, classificar e generalizar dessa forma as pessoas presentes é um desrespeito aos militantes, além de uma ridicularização da participação popular. Não há como negar que as eleições atualmente conta com um grande número de pessoas pagas para dar visibilidade aos candidatos, mas tome cuidado em suas generalizações. Taxar tudo de miltância paga é um erro grosseiro.
    Quanto ao que você disse sobre o "carisma" da Dilma, é lamentável ver que falta muito ainda para a sociedade brasileira parar de julgar candidatos pelas suas atribuições pessoais. Esse é o tipo de crítica que exemplifica o caráter personalista da política brasileira. Atributos políticos como trajetória, como "leis aprovadas" ou ações dentro do legislativo ou executivo são deixadas de lado, e o que levam em consideração é a beleza, o comportamento, e o bendidito carisma.
    E por último, colocar a SUA versão como a verdadeira é risível. Vaia a Panisset organizada pela militância da Graça? As pessoas presentes não aclamaram a Dilma. Falta muito de verdade nisso. Tenho me apegado cada vez mais a empiria, e me causa revolta ao ver determinados achismos sendo lançados sem que tenham alguma relação com os fatos concretos. Quem estava lá viu quem puxou a vaia contra a família panisset, e viu também a vibração das pessoas presentes tão com a presença de Dilma quanto a de Lindberg.
    E não se preocupe companheiro, pois a militância não ficou nenhum pouco sentida com a rápida passagem da Dilma.Pelo contrário, ficamos felizes em tê-la em nossa cidade, apesar de ser querida em tantas outras cidades do país.

    OBS: a recepção do Serra foi calorosa, a da Dilma não? não vi mt diferença nas fotos,e mesmo se houvesse, o olhar de que tira as fotos pode manipular mt a visão sobre algo.

    ResponderExcluir
  5. Prezada Camila,

    Em nenhum momento eu generalizei dizendo que todas as manifestações calorosas públicas direcionadas aos candidatos foram oriundas apenas de uma militância paga, mas você há de convir que infelizmente não dá para os de fora identificar quem é pago e quem não é, principalmente nestes dias de profissionalização da política – a não ser que a pessoa coloque um crachá se identificando como um militante autêntico.

    Quanto ao fator carisma, vou ser bem sincero com você: eu, particularmente, prefiro os candidatos sem carisma aos que têm. Na minha opinião, eles são mais autênticos e confiáveis. Políticos populistas e carismáticos demais são um perigo. Eu tenho uma visão muito racional do mundo, porém como profissional da área de comunicação e observador das massas, sei perfeitamente que o povo, principalmente as pessoas mais simples, ainda levam em consideração a simpatia dos candidatos. Tanto é que a Dilma passou por uma grande transformação, não é verdade? A imagem dela foi extremamente suavizada! Hoje ela sorri. Antigamente ninguém a via sorrindo. Por que será ela que mudou?

    Agora sobre as vaias da Panisset, eu estava presente no momento, bem ao lado de onde partiram as vaias, portanto reafirmo que elas foram orquestradas, sim, pela militância da candidata Graça Matos e de outros candidatos (se você observar bem as fotos vai constatar as bandeiras da militância dela próximas a prefeita quando ela caminhava até a van). Você conhece aquela famosa frase: uma imagem vale mais que mil palavras? Pois é, qualquer pessoa que observar as fotos atentamente vai perceber que aquela quantidade de bandeiras próximas aos candidatos é de militantes e não do público comum que estava bem longe daquele espetáculo político.

    E reafirmo também que as vibrações e manifestações calorosas direcionadas a Dilma e ao Lindberg foram oriundas apenas da militância (eram as pessoas presentes mais próximas dos candidatos), que agora eu não sei se era toda paga ou não, porque não tem como a gente identificar, mas devido a profissionalização da política, podemos concluir que 90% deveria ser remunerada, sim.

    ResponderExcluir
  6. Continuação...

    Quanto a minha versão dos fatos ser verdadeira ou não, dentro da minha concepção é verdadeira, sim. Acompanhei o evento desde o inicio. Mas quem tiver outras imagens (vídeos e fotos), por favor, fique à vontade para me contestar. Eu não sou o dono da verdade, porém tudo que está relatado em minha matéria está baseado exclusivamente naquilo que eu vi, ouvi e senti (e tudo bem de pertinho)!

    Eu não estou querendo diminuir a visita da Dilma (achei importante sua presença em Alcântara) e tampouco desqualificar as manifestações calorosas direcionadas a ela e aos outros candidatos presentes, mas não me peça para retratar aquilo que eu não vi.

    O Fluminense, por exemplo, disse que a Dilma havia arrastado uma grande multidão e que ela havia caminhado também pelo calçadão. Para quem esteve lá, sabe perfeitamente que isso não aconteceu. A multidão era a militância de vários candidatos (porque o povo mesmo ficou bem longe dela), e ela não arredou o pé da lanchonete.

    Da mesma forma que eu presenciei esses fatos, também presenciei que as vaias direcionadas a prefeita, e a aclamação exaltada a Dilma e ao Lindberg, foram ministradas pelos militantes.

    Essa é a minha versão. Agora cabe aos leitores acreditarem ou não. Mas eu quero deixar bem claro aqui que jamais subestimaria a inteligência de meus leitores, pois tenho enorme respeito e grande admiração por eles!

    Eu compreendo o seu comportamento de indignação e de outras pessoas simpatizantes e eleitores da Dilma. Isso é normal. Ninguém gosta de ouvir opiniões contrárias sobre seu candidato, não é mesmo?

    Espero ter esclarecido o que já havia sido comentado antes, e agradeço a sua participação. Pra mim, é gratificante ver a manifestação critica dos leitores, principalmente de jovens. Eu vibro com isso, pois vocês nos representarão no futuro!

    Foi um prazer tê-la participando em meu blog.

    Abraço,
    Vagner Rosa


    Em tempo: a única comparação que fiz entre as visitas de Dilma e Serra, foi o fato de o tucano ter saudado o povo, de ele não ter limitado a sua visibilidade apenas aos militantes. Apenas isso, pois de resto, os dois são parecidos em tudo!

    ResponderExcluir