quinta-feira, 27 de junho de 2013

PROTESTO DE SÃO GONÇALO DESTA SEXTA-FEIRA SERÁ COMANDADO POR PESSOAS LIGADAS AO EX-GOVERNO PANISSET E PARTIDOS POLÍTICOS

Foto: Divulgação

Fugindo a regra das manifestações que têm acontecido pelo Brasil afora, de caráter totalmente apartidário, o terceiro protesto de São Gonçalo, marcado para acontecer nesta sexta-feira (28/06), a partir das 17 horas, no Centro, será comandado dessa vez por uma comissão composta por pessoas ligadas a partidos políticos.

Ex-assessores do Governo Panisset, pessoas ligadas a partidos políticos (PT, PSOL...), entre outros, compõe a comissão “São Gonçalo na Luta”, que pretende agitar as ruas visando as eleições de 2014.

Milhares de panfletos convidando o povo, e carros de som e trio elétrico (para as lideranças políticas fazerem seus discursos), já estão sendo negociados, para transformar a manifestação num enorme “comício eleitoral”.

É lamentável que as manifestações de São Gonçalo tenham tomado este rumo. Os manifestantes do Brasil inteiro têm repudiado veementemente a presença de partidos e lideranças políticas no comando dos protestos. É o que temos visto pelas imagens veiculadas na TV.

E, no caso dessa comissão “São Gonçalo na Luta”, a situação é mais desconfortável ainda, pois ela não tem autoridade alguma para cobrar nada do atual governo municipal.

Por que não tem autoridade? Por que é formada por pessoas ligadas a grupos e comportamentos políticos questionáveis.

Vejamos:

Governo Panisset: a administração da ex-prefeita Aparecida Panisset foi marcada pelo atraso, segregação religiosa e corrupção. É só pesquisar os jornais durante a era Panisset para os leitores chegarem a essa conclusão.

PT: durante um período da administração anterior, o Partido dos Trabalhadores de São Gonçalo fez oposição ferrenha ao Governo Panisset, a ponto de um dos vereadores do partido chegar a pedir o impeachment da ex-prefeita. Já nos últimos dois anos do mandato “panissetista”, viraram a casaca e passaram a apoiá-lo, a ponto de um outro vereador do partido declarar que foi o melhor governo que São Gonçalo já teve nos últimos 30 anos.

PSOL: no caso do PSOL, a incoerência no discurso também impera, a diferença é que o partido não tinha cargos no Governo Panisset, como o PT tinha. 

Pois bem. Como é do conhecimento de todos, o partido é notado pelo seu inflamado discurso de oposição com ênfase na ética. Na última eleição municipal, por exemplo, o ex-candidato a prefeito Josemar Carvalho bateu pesado na administração Panisset.

Há três meses, em seu blog, numa avaliação sobre os dois meses do Governo Neilton Mulim, o professor Josemar Carvalho falou com muita propriedade que o prefeito atual herdou uma herança maldita da ex-prefeita Panisset.

E como é que o PSOL agora se associa aos "panissetistas" num momento em que o Brasil inteiro está dizendo NÃO para as políticagens? Essa postura do partido, em São Gonçalo, é contraditória demais!
 
Confira abaixo o texto do professor Josemar Carvalho sobre o governo Panisset:
 
A HERANÇA MALDITA DE PANISSET

É um consenso nos movimentos sociais, nas comunidades, nas escolas, nas redes sociais e nos meios universitários que São Gonçalo viveu oito anos de muita dificuldade.

O descaso com os serviços públicos, o autoritarismo politico e a intolerância religiosa foram os marcos da gestão de Aparecida Panisset.

Os baixos índices de saúde e educação são ápices do descaso com a qualidade do público. Não precisamos desmiuçar muito sobre questão, pois é visível para todos a péssima situação dos postos de saúde, das escolas e das creches.

A redução da urbanização a embelezamento de vias públicas, também foi outro problema. Enquanto isso, as comunidades e as obras estruturais foram deixadas de lado.

O salário irrisório dos servidores em geral, dos profissionais de educação e da saúde revelam que a qualidade de vida dos trabalhadores não era uma das prioridades da família Panisset. O não cumprimento da regulamentação dos Agentes Comunitários de Saúde foi triste uma triste promessa não cumprida.

A falta de democracia também é um ponto a ser analisado no governo Panisset. A repressão à greve dos professores e a proposta inicial indecente de 1% de aumento foram grandes vergonhas políticas. A cooptação de líderes comunitários e o não atendimento das demandas organizadas foram contínuas.

A intolerância religiosa era uma constante no governo Panisset. A tentativa desastrada de retirada do tapete da Igreja Católica, ainda no primeiro mandato, revelou que o governo de Panisset, não tinha perspectiva de convivência laica. Os outros exemplos que se sucederam, entre eles, como a derrubada da Casa da Umbanda, a troca do nome da Praça Chico Mendes para Praça da Bíblia, confirmaram tal questão. A construção de uma Secretaria Municipal para Assuntos Religiosos foi uma ruptura com o Estado laico definitivamente. O loteamento de ‘pastores’ nos cargos da Prefeitura nos mostrou que Panisset tem no discurso religioso e na cooptação de lideranças evangélicas, a construção da sua base política.

É de conhecimento de todos que quando a religião vira discurso político temos a ruptura do Estado laico, abrindo margem para ditadura e construção da irracionalidade social e política. Em tempos remotos, a Inquisição na Idade Média foi grande exemplo. Na modernidade, o fascismo e o nazismo, já no Século XX, foram as maiores expressões desta concepção. Infelizmente, a última gestão da prefeitura de nosso município adentrou por essa mesma lógica.

Fizemos este rápido levantamento do governo anterior para ajudar na compreensão da situação atual e nos desafios que têm Governo do Neilton Mulim.

Para ler o artigo na íntegra do Professor Josemar, clique aqui.

Agora, eu lhes pergunto, queridos leitores: essa comissão “São Gonçalo na Luta” tem alguma autoridade para comandar qualquer manifestação em São Gonçalo? A impressão que se passa é de um puro oportunismo de disputa política.

Fora que a pauta deles é focada somente em questões regionais. Não incluíram questões estaduais e federais. Que eu saiba, o município de São Gonçalo fica localizado no Estado do Rio de Janeiro, que por sua vez é um estado brasileiro. Essa focalização apenas numa pauta municipal é a mais pura demonstração que há uma estratégia voltada para as eleições do ano que vem. A impressão é que estão querendo proteger a presidente Dilma Rousseff e atacar somente o governo municipal.


Nem o "Fora Renan" que os protestos pelo Brasil afora tem reivindicado, eles colocaram... nem mesmo a questão dos gastos exorbitantes nas reformas e construções de estádios. Me admira o PSOL ter dado uma mancada dessas!

Gostaria de deixar bem claro que o Território Gonçalense não está querendo defender o Governo Mulim e tampouco tem qualquer problema de ordem pessoal com quem quer seja dessa comissão. O nosso posicionamento é pela defesa desse lindo momento que o país está vivendo, em que o povo brasileiro está passando a política a limpo.

Não podemos aceitar que queiram pegar carona num movimento iniciado pelo povo. Que queiram agora usar essa linda juventude que está indo às ruas (pela primeira vez) para usá-las em politicagens. Isso é inadmissível!

Essa manipulação política que querem fazer nas manifestações gonçalenses é nojenta demais. Este é um momento para exigirmos mais transparência na política e não para concordarmos com politicagens locais!

O Território Gonçalense é a favor que se crie uma comissão TOTALMENTE APARTIDÁRIA (sem qualquer participação de partidos e lideranças políticas da cidade) para dialogar com o Governo Mulim sobre as melhorias que poderiam ser adotadas de imediato.

Essa comissão “São Gonçalo na Luta”, definitivamente, não tem autoridade nenhuma para representar os manifestantes gonçalenses, pois está em evidência o oportunismo político.

Só a presença de ex-assessores da Panisset nessa comissão já é motivo suficiente para não levar a sério essa tal comissão, pois os “Panissetistas” não têm moral para cobrar nada!

Vejam abaixo as declarações de alguns políticos importantes que não concordam com a participação de políticos e partidos no comando das manifestações.

Fernando Henrique Cardoso

“Nenhum partido vai ganhar com protestos”, afirma FHC

Mais que isso, acredita que os políticos não têm condições de compreender a "insatisfação genérica" nem de capitalizá-la. "Tenho dúvidas se os partidos vão ter capacidade de captar tudo isso e transformar ao menos sua mensagem", diz.


Ex-senadora Marina Silva

“Marina reconheceu, no entanto, que a classe política foi incapaz de prever a magnitude do movimento. "Todos os políticos, mesmo eu que dizia que ia transbordar, estamos atônitos com o que aconteceu. É muito maior do que eu podia imaginar."

Marina repetiu que o momento é de "olhar de baixo para a cima" e que não é hora de partidos ou outras entidades tentarem assumir a liderança do movimento. "Esse não é o momento de capitalizar. Capitalizar agora é não ter entendido nada."


Senador Lindibergh Farias (PT)

“Eu acho o seguinte: Eu acho que nenhum partido político... Agora, todo partido político tem que ter cuidado quando aparecer. Quem chegar a reboque nessas manifestações não vai ser bem recebido. Sejam entidades ou partidos políticos. Agora é necessário muita prudência. O movimento surgiu sem apoio dos partidos e das entidades, não é? Ganhou força.

Então, agora, acho que os partidos e entidades têm que ter cautela porque quem chegar agora querendo surfar na onda, não tenha dúvida que será repreendido pelo movimento. Agora que eles estão fortes. Agora que conquistaram uma vitória como essa. Uma vitória gigante. Agora vem para cá todo mundo? Então, eu ponderaria. Diria a todos: "Tenham calma." O movimento não está aceitando ninguém impor suas bandeiras, nem partidos, nem setores de...”


Senador Randolfe Rodrigues (PSOL)

Até o senador PSOLISTA Randolfe Rodrigues é contra esse oportunismo barato.

“Os senadores Randolfe Rodrigues, Psol e ex-cara pintada, e Pedro Simon, 83, do PMDB, acham que os políticos não devem pegar carona no movimento dos estudantes.

Os dois defendem que Dilma deveria negociar direto com os manifestantes para atender, de uma vez, algumas das reivindicações, principalmente as que pedem melhorias na qualidade da saúde pública e da educação.”





24 comentários:

  1. São Gonçalo na contramão da história mais uma vez...
    É por isso que essa cidade não vai pra frente!

    ResponderExcluir
  2. AINDA BEM QUE ESTOU INDO EMBORA DESTA CIDADE. SÃO GONÇALO É UM "Ó".

    ResponderExcluir
  3. Esta é a prova de que PSOL, PT, PMDB, PSDB, PDT, PSTU, PCO, PCB, PC DO B, PR, PP, PPS, PSB, PSD são todos farinha do mesmo saco. Embora não tenha votado no Prof.Josemar, gostava de ver as propagandas eleitorais dele na televisão. Me lembro que ele chamava o candidato da prefeita de garoto propaganda do guanabara. Parecia tão autêntico. Realmente tá dificil de engolir essa união agora com os panisset. É nessas horas que a gente conhece a verdade. Parabéns pela matéria! Você como sempre deixando os gonçalenses muito bem informado. Deus te abençoe rica e poderosamente!

    ResponderExcluir
  4. PAULINHO DO ALCÂNTARA28 de junho de 2013 11:27

    ISTO É ABSURDO!!! DIGA NÃO AOS PANISSETES NO PROTESTO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Esse site é mais uma das tentativas da atual gestão gonçalense de dispersar as manifestações na cidade. Querem calar a voz do povo q está acordando!!! Esse blá blá blá de q é o site é apartidário é mentira!!! Historinha pra boi dormir!!! O movimento é legítimo e vem sim acompanhando os mesmos ideais q até agora foram colocados em pauta pela população. #vemprarua

    ResponderExcluir
  6. Pessoas ligadas à comissão “São Gonçalo na Luta” têm desqualificado o Território Gonçalense, acusando-nos de mentirosos e tendenciosos. Segundo eles, a comissão não tem qualquer ligação com o governo Panisset.

    De fato, a comissão não tem ligação com o Governo Panisset, pois a ex-prefeita Aparecida Panisset deixou a Prefeitura de São Gonçalo, no dia 31/12/2012.

    Mas é fato, e a torcida do Flamengo inteira sabe disso, que há ex-assessores do Governo Panisset, sim, compondo a tal comissão.

    Observamos também que o que mais irrita a comissão é ter o nome do grupo associado a Panisset.

    Pois bem. Isto é simples de resolver: é só provar que não tem “panissetistas” na comissão.

    Provando que, de fato, não há ex-assessores da Panisset na comissão, o Território Gonçalense se compromete a publicar uma matéria pedindo desculpas a todos pelo equívoco cometido, caso contrário, continuamos com a nossa opinião de que tudo não passa de um grande oportunismo político barato!

    Gostaríamos de ressaltar que, neste momento lindo em que o país está passando a sua política a limpo, o Território Gonçalense está ao lado do povo. O povo tem dado o recado nas ruas que está de saco cheio de politicagens.

    Não temos absolutamente nada contra a pessoa da ex-prefeita Aparecida Panisset, mas é do conhecimento de todos que a sua administração foi lastimável. Foi um governo que promoveu o atraso, segregação religiosa e corrupção em São Gonçalo.

    Portanto, com todo o respeito às pessoas que compõe a comissão, pois também não tenho nada pessoal contra elas, é fato que os “panissetistas” não têm moral alguma para cobrar nada em São Gonçalo, pelo menos neste momento.

    Entendemos que eles só querem, neste momento, é fazer politicagem barata.

    O momento agora é de dar um basta a toda velha politicagem. O momento agora é passar a política do Brasil a limpo!

    O LEMA AGORA É TRANSPARÊNCIA!!!

    Obrigado pela atenção!

    Vagner Rosa
    Editor do Território Gonçalense

    ResponderExcluir
  7. Misericórida! Estou enojada com todos esses políticos de São Gonçalo. Só Jesus!

    ResponderExcluir
  8. FORA PANISSET!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Pobre São Gonçalo nas mãos de oportunistas!

    ResponderExcluir
  10. a ficha dessa gente ainda não caiu não. essas viuvinhas da panisset acham que vão conseguir peitar o prefeito? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  11. Agora entendi porque tinha "meia dúzia" de gatos pingados em frente a prefeitura. Nem foram o suficiente para fechar a rua!!!

    ResponderExcluir
  12. Eu,como cidadão gonçalense que NUNCA havia votado em alguem,sempre apertando o BRANCO e confirmando, dessa vez depositei minha confiança ao Neilton Mulim por ser um amigo pessoal dele há anos.

    Na mesma situação em que eu me encontro dentro desse movimento, sendo apartidário e não anti-partidarista, há uma boa seleção de pessoas.
    Quando você, editor deste duvidoso veículo de comunicação (duvidoso até me provar que é reconhecido por um órgão midiático competente) diz que somos panissetistas, incorre no erro ignorante de generalização. Não estou afirmando que não há essa classe nomeada por vc no nosso meio, apenas estou certificando-o que nem todos somos dessa classe.

    Sua contradição em dizer que estamos vivendo um momento histórico lindo e estar atacando pessoas de bem, que lutam por um objetivo comum mais amplo que seu egoísmo, é tão vergonhosa quanto no fim de tudo descobrirmos que tanto você quanto os panissetistas fizeram desse movimento uma verdadeira balburdia.

    Em respeito aos seus leitores e aos cidadãos que não são levados por toda informação infundada, peço que publique sim, uma retratação, diminuindo sua generalização.

    Certamente me tornarei um leitor do seu blog,assim o fazendo.

    obrigado pela consenção.

    Nadson do Glicerio ( não tive como publicar de outra forma)

    ResponderExcluir
  13. Queria lembrar ao sr Wagner Rosa que os movimentos de protesto nacional q vem mobilizando massas pelo país a fora são de cunho estritamente democrático, não cabendo portanto ao Território Gonçalense definir quem tem a legitimidade de pleitear ou não melhorias para sociedade, sejam eles "panissetistas" ou "mulinistas" (como é o caso deste site).

    O que tem inspirado pessoas irem as ruas nos últimos dias são os descontentamentos em detrimento as negligências que com q o poder público em sua totalidade atinge a sociedade. Isso se reflete tanto nos preços das passagens de ônibus quanto nos gastos exacerbados com a Copa do Mundo, entre outros motivos.

    O fato é q, na primeira passeata gonçalense o povo sim em um âmbito geral acompanhou as revindicações nacionais. Porem agora é necessário q o povo gonçalense adeque essas mobilizações as realidades de nossa cidade essas quais descritas no folheto publicado nessa matéria.

    Me parece q o Território Gonçalense se incomodou com a postura ativa, crítica e pertinente desta última manifestação, q representa a voz dos quase Um milhão de gonçalenses insatisfeitos com a postura da atual gestão do Prefeito Neiltom Mulin, q já está de posse do cargo a meses e ainda não se viu sinal das medidas EMERGENCIAIS q ele havia prometido em sua campanha eleitoral.

    Queria deixar aqui uma pergunta ao Território Gonçalense: Onde estão as críticas da atual gestão gonçalense nesse site?! Para o Território Gonçalense a gestão do Neilton é uma maravilha?! Por que atacar uma gestão anterior quando o que se está em pauta são as promessas não cumpridas do atual prefeito?! De que lado O Território Gonçalense está, o do povo ou do atual governo?!

    Para terminar o meu desabafo eu queria dizer q eu sou mais um chefe de família indignado com as jogadas políticas, com nossa deplorável situação social e com muitos q ainda dormem e não percebem q tal site é mais uma jogada suja de manipulação dos q estão na situação.




    Meu nome é José da Silva e eu sim posso dizer q sou apartidário!

    ResponderExcluir
  14. Parabéns Território Gonçalense, pela sua péssima cobertura dos fatos que ocorrem na cidade. Eu tenho 21 anos de idade, sou universitário, NÃO tenho partido político e estou na organização do movimento "São Gonçalo na Luta". É uma vergonha que o senhor "apure" fatos sem nem ao menos estar presente nos locais de organização do grupo para saber, de verdade, o que acontece. Como é que o senhor afirma que o ato será comandado por "panissetistas" ou partidos políticos sem nem ao menos se fazer presente nas reuniões? Que tipo de cobertura jornalística é essa? Parabéns Vagner, o senhor acabou de enganar milhares de gonçalenses e desmotivar milhares de jovens da nossa cidade. No momento em que podemos discutir, seriamente, os problemas de nossa cidade, indivíduos como o senhor aparecem para falar coisas sem pé nem cabeça. Picuinhas políticas são ridículas se comparadas ao reais problemas do nosso povo. Se erramos em pautar apenas questões locais, foi simplesmente por termos nos organizado de uma maneira inédita, termos pecado pela inexperiência, mas que teremos a possibilidade de aprimoramento na próxima Assembleia. No caso do Renan Calheiros, é termos conhecimento de que o problema vai além dele, pois a estrutura política de nosso país tratará de por um sujeito tão ruim ou pior do que ele no poder. Queremos resolver problemas sem rosto, os estruturais, que são os piores que existem! Por favor, não seja ingênuo (ou se faça de) o suficiente para desqualificar um movimento tão bonito como este que agora se inicia em São Gonçalo. Não faça como os representantes do executivo em todas as esferas, que sempre esperam uma resposta da sociedade, uma mobilização dela, para se manifestar: Trate de sair de seu escritório e se achegar à sociedade, de se antecipar às questões, antes de esperar que as coisas aconteçam. Se o senhor estivesse na plenária do dia 22/06/2012, lá na zé garoto, não cometeria tamanho erro.
    Aqui, quem vos fala, é um indivíduo que resolveu se movimentar em e para a sua cidade e lamenta a resistência e a abordagem errônea que veículos e indivíduos fazem dessa movimentação. Os nossos problemas são suprapartidários, são extremamente maiores do que qualquer disputa política. Parem com essa mentira, de tentar deslegitimar um movimento como esse que nunca existiu antes em nossa história. Até quando vocês reduzirão os nossos problemas a tamanha insignificância, criando atores e situações que não existem, como "panissetistas" e partido A, B ou C que lideram o movimento? Vocês nem entraram em contato com os primeiros idealizadores do movimento para saber quem somos e o que pensamos. O papel que o Território Gonçalense desempenhou foi vergonhoso... MESMO.


    Nos reuniremos amanhã, dia 29/06/2013, MAIS UMA VEZ, para discutirmos os problemas DA CIDADE. TODOS OS CIDADÃOS SÃO BEM VINDOS, SEM NENHUMA DISCRIMINAÇÃO OU SEGREGAÇÃO! O encontro será na Zé Garoto, às 14 horas. Espero que a cidade em peso esteja presente para ver o que acontece! GRAVEM A REUNIÃO EM VÍDEO, SE QUISEREM! Ninguém tem nada a esconder...

    ResponderExcluir
  15. Ao invés de Criticarem por que ninguem Vai pra RUA, pq ninguem reclama do Governo (inteiro), pq ninguém sai da frente da merda do computador e vai lá gritar "SEM PARTIDO", PQ esse povo que se esconde atras de perfis, não mostram a cara e vão lá, gritar ao lado do Povo... Se tem interesse político, creio que a população não seja tão alienada ao ponto de notar isso, além de que, VOTA em politico, quem quiser, aquele que quiser... Se alguém levanta a bandeira e compra sua ideia o problema é Seu... Ao invés de julgarem, ao invés de se darem ao luxo de ficarem falando asneiras, vai pra rua, mostra a cara! São gonçalo tem 1milhão de habitantes, nas passeatas que tivemos, o máximo foram de 15mil manifestantes! E mesmo assim por que estava na MODA fazer protesto, e até agora um pequeno grupo que se preocupa Ao menos com algo, ta tentando chamar a galera para a rua, e esses preferem ficar com a bunda sentados, criticando ou não fazendo nada... Enfim, povo hipócrita, é por ISSO que São Gonçalo não vai pra frente! Não pelo interesse político! Mas sim por esse bando de merda que não se junta e prefere criar intrigas, e sem saber realmente o que se passa!

    ResponderExcluir
  16. “Parabéns Vagner, o senhor acabou de enganar milhares de gonçalenses e desmotivar milhares de jovens da nossa cidade. No momento em que podemos discutir, seriamente, os problemas de nossa cidade, indivíduos como o senhor aparecem para falar coisas sem pé nem cabeça. Picuinhas políticas são ridículas se comparadas ao reais problemas do nosso povo.”

    Caro Rodrigo,

    O Território Gonçalense não acabou de enganar milhares de pessoas e jovens gonçalenses, não. Ao contrário, abriu os olhos deles. Pois sem saber, eles iriam ser usados numa manipulação política. Não digo por você, exatamente, mas pelo jogo político da participação dos “panissetistas” presentes em sua comissão.

    Gostaríamos de ressaltar que o Território Gonçalense é radicalmente contra a promoção de picuinhas políticas, por isso mesmo, estamos denunciando desde domingo passado (23/06), no facebook, a presença dos “panissetistas” no grupo “São Gonçalo na Luta”.

    Que eu saiba, quem queria promover picuinhas políticas eram os "panissetistas", basta ver as palavras hostis como se referem ao governo atual, no facebook. A participação deles neste movimento tem uma intenção clara de promover a vingança política.

    Portanto, o Território Gonçalense não poderia de forma alguma permitir que eles usassem essa linda juventude que está indo às ruas (pela primeira vez) para manipulá-la politicamente.

    Desculpe, se nós lhe ofendemos, não foi essa a intenção do Território Gonçalense.

    A nossa intenção foi apenas defender esse momento lindo que o país está vivendo e essa juventude linda que acordou pedindo um Brasil Melhor. Nós não iríamos permitir mesmo, de forma alguma, que ela fosse usada para politicagens.

    Espero que compreenda a nossa posição.

    Abraço!

    Vagner Rosa
    Editor do Território Gonçalense

    ResponderExcluir
  17. BOM DIA TERRITòRIO GONÇALENSE!!!

    SOU ADMINISTRADOR DA PÁGINA ANONYMOUS SÃO GONÇALO E TEMOS PERCEBIDO ESSES FATOS QUE ESTÃO DESCRITOS NA MATÈRIA A ALGUM TEMPO!!! POR ISSO AGRADECEMOS O COMPROMISSO TE INFORMAR A POPULAÇÃO GONÇALENSE DESTA FARÇA!!!! PARABÉNS PELA TRANSPARÊNCIA!!!

    ResponderExcluir
  18. Neilton Mulim assumiu a gestão a seis meses, como se já não bastasse administrar uma grande cidade, ainda precisa lutar contra o descaso de anos. Aparecida Panisset conseguiu tirar uma parte este atraso, mas infelizmente se perdeu na sua gestão, deixando a cidade com uma serie de problemas, sem contar a proliferação de ratos políticos dependentes da mereca que ela os pagava. Deixou a administração da cidade na mão de alguns que enriqueceram e foram embora. Basta ver que escolas, praças e postos de saúde foram inaugurados sem nenhuma estrutura, com obras para serem feita. 100 milhões foram desviados da saúde e educação, sucateando a secretaria de educação, levando-a as escuras para uma salinha. Formatando todos os computadores da prefeitura na saída, para não serem pegos nas falcatruas. Só no gabinete da prefeita havia 600 funcionários lotados, um absurdo! Havia 7000 funcionários contratados na prefeitura! Nomeou concursados só para mante-Los amarados a sua sujeira política! Muita gente ganhava dinheiro sem sair de casa! Sem contar as diversas concessões de serviços públicos, dado a terceiros, que mais a frente tornaram-se investidores de campanha, vale ressaltar os donos da Rio Ita (Fagundes) e Mauá, esse ultimo, levou uma praça para fazer um terminal rodoviário, por 150 mil, mas derramou 3 milhões nos bolsos dos Panissets. Não estou defendendo o atual prefeito, mas para que não aconteça com a gestão dele, o que aconteceu na gestão passada é necessário a participação popular, fiscalizando, protestando, mas entendendo o processo político! TODO ser humano intende que existem projetos a curto, médio e longo prazo! Se durante os próximos meses não vermos uma resposta as demandas e um descaso com o povo vamos colocar a boca no trombone, vamos denunciar e expor as dificuldades. O q não pode é alguém fazer uma bagunça, o outro vem depois, não consegue fazer o que deseja porque tem q arrumar a bagunça do outro antes de começar seu serviço, e ainda levar a culpa.

    ResponderExcluir
  19. Mentira!!!!! Sou morador desde que nasci,pode ter acontecido corrupção no governo dela claro,assim como acontecem em todos aliás político honesto está em falta faz tempos e se é que existiu , agora o atual prefeito o Mulin,pegou uma cidade bem melhor do que era antes,são gonçalo estava ganhando uma paisagem uma cara nova,mas que já vem voltando ao que era com o descaso,se ela roubou não sei,mas fez alguma coisa visívelmente,já os demais roubam na cara de pau ,não fazem nada e só sabem jogar a culpa em governos anteriores para se promoverem diante ao cinismo dos eleitores da cidade de não reconhecerem melhorias por menores que sejam.

    ResponderExcluir
  20. Maria Fernandes Mattos3 de julho de 2013 00:19

    Misericórdia! Ainda tem gente defendendo a corrupção da Panisset! Não posso acreditar nisto, Jesus! Também não vi nada demais que ela fez. A mulher só asfaltou rua, e diga-se de passagem com verbas federais, e construiu praças, do resto entregou uma cidade destruída para o novo prefeito. Se depender de mim e de toda a minha rua, a Panisset nem para síndica esta senhora ganha.Misericórdia, é muita cegueira!

    ResponderExcluir
  21. Não existe justificativa para qualquer irregularidade cometida por qualquer político. Se no passado roubaram ou desviaram, cabe ao Ministério publico, TSE, investigarem e constatarem! Agora, vamos concordar com o "malufismo" do rouba mais faz ? NUNCA! Veja a qualidade da pavimentação colocada em nossa cidade! Asfalto que seria próprio para aplicar em 1 rua foi diluído para ser aplicado em 5! Com isso vemos esta porcaria de asfalto colocado nos bairros que estão se deteriorando. Ruas foram feitas sem nenhuma estrutura de bueiro, não tendo por onde a água escoar, indo direto para o solo, desnivelando diversas ruas.
    Eu não quero "cara nova" quero saúde, postos funcionando, emergências, medico da família! Remédio em casa!
    Quero escolas de qualidade, professores bem pagos e alunos aprendendo de verdade, quero creches para As mães poderem ir trabalhar com tranqüilidade.
    Quero projetos de capacitação para adolescentes e jovens preparando para o futuro, para bons empregos, empregos de verdade, incluindo-os nos mercado de trabalho, não dando vagas para subemprego!
    Quero cultura, teatro, cinemas, escolas de música!
    Quero funcionários concursados no serviço publico, como capacitação e formação nas mais diversa áreas! Chega de contratos e nomeações!
    Quero segurança, ruas iluminadas, presença da GM efetiva nos grande bairros, parceria entre Governo do Estado e Municipal para ampliar o policiamento na cidade! Quero mais um batalhão de policia, mais um batalhão de bombeiros e mais uma delegacia! Isso todos os governos passados não fizeram nada! Deixa a atual gestão trabalhar, caso não faça nada, nós vãos atras dele com as denuncias e cobranças!

    ResponderExcluir