domingo, 10 de novembro de 2013

“SHOPPING” NO MEIO DO BAIRRO DEIXA ALCÂNTRA MAIS FEIO DO QUE JÁ É


É do conhecimento de todos os gonçalenses que Alcântara é considerado o bairro mais importante de São Gonçalo, o mais movimentado e o maior centro comercial do município.

E é do conhecimento também dos gonçalenses que o bairro é feio e sofre com os descasos por parte do Poder Público: calçadas quebradas, lixo por todos os lados, pontos finais de ônibus instalados em todas as ruas, comércio informal desordenado e um trânsito infernal.

Fora os descasos observados acima ainda têm os prédios velhos, descascados e pichados que contribuem para deixar a região mais feia. E para se somar agora a esse triste cenário, foi construída uma enorme caixa de concreto na área central onde  antes existia uma praça que, junto com ela, desapareceu a igreja católica que se destacava na paisagem alcantarense. Como diz a velha gíria: ninguém merece!

Sem dúvida alguma, o interior do Pátio Alcântara ficou bonito (vejam aqui). E apesar de o empreendimento estar ainda sem vida por conta de muitas lojas fechadas, ninguém pode negar que o novo centro comercial foi uma boa novidade para a região. Mas ninguém também pode negar que o seu prédio deixou o centro de Alcântara mais feio do que já é. Isso é fato!

Confiram as imagens:







Paróquia São Pedro de Alcântara completamente escondida pelo prédio do Pátio Alcântara

Igreja Católica perdeu seu protagonismo no centro de Alcântara

Fotos: Vagner Rosa

Praça abandonada

E antes que apareçam os comentários de sempre com o fajuto argumento de que o “shopping” é melhor do que a antiga praça que existia no local: feia, abandonada, cheia de mendigos, traficantes, cracudos e com cheiro de mijo, como muitos dizem, informamos que o Território Gonçalense não é contra o Pátio Alcântara, apenas acha que o empreendimento deveria te sido construído em outra localidade.

Quanto ao abandono do logradouro público, era só a Prefeitura ter reformado a Praça Carlos Gianelli como fez com dezenas de outras pelo município. E sobre os cracudos e traficantes que diziam ter no local, bastava que a delegacia, instalada ali em frente, agisse energicamente contra esse problema.

Portanto, é risível mesmo esse argumento de que a praça estava abandonada para justificar a construção do Pátio Alcântara no local, como achou a juíza na sentença que pedira a demolição do prédio e a reconstrução da Praça Carlos Gianelli.

Confiram abaixo um trecho da sentença sobre o assunto:

"É notório que a Praça Carlos Gianelli estava há muitos sendo utilizada como terminal de ônibus das empresas Mauá e ABC, sem qualquer fiscalização e repressão da administração pública municipal, o que tumultuava sobremaneira o trânsito de veículos e pedestres no local e seu entorno. Lamentavelmente, esta situação irregular perdurou por muito tempo e a população do Município de São Gonçalo sofreu com a degradação e o abandono da praça. Contudo, a ocupação irregular que se perpetuava e o descaso do Poder Público Municipal não justificam a desafetação da praça. O que se esperava da administração municipal era o cuidado, reforma, manutenção e preservação do espaço público, bem de uso comum, escasso na região. Trata-se de bairro superpopuloso, com intenso comércio e imenso fluxo de veículos e pessoas, com frequentes engarrafamentos e praticamente nenhum espaço para que a população e os transeuntes descansem, pratiquem atividades físicas ou apenas contemplem o dia. O fato é que o bem público de uso comum do povo teve sua destinação alterada sem prévia anuência da população circunvizinha e diretamente interessada, favorecendo o interesse econômico do particular, quando, na verdade, a administração pública municipal deveria se preocupar com a preservação do meio-ambiente e da saúde da população. E, na ponderação do interesse público com o interesse do particular, sempre deve prevalecer o interesse público! O Município alega que a praça era notoriamente conhecida como local de exploração de comércio irregular de ambulantes, prática de ilícitos de pirataria e descaminho, ponto de mendicância, roubos e furtos e, caso não haja a construção do Terminal Rodoviário, haverá grave lesão à segurança pública. Chega a ser risível tal argumentação! Então, o Poder Público, tanto Municipal quanto Estadual, deixa de cumprir com suas obrigações constitucionais, permitindo o comércio irregular de ambulantes, a prática de ilícitos de pirataria e descaminho, a mendicância, a prática de roubos e furtos, para finalmente justificar a desafetação da área pública e sua concessão ao particular? Isso sim é uma verdadeira inversão de valores!! Como muito bem ressaltou o Ministério Público em réplica, ´ao afirmar que um logradouro público altamente movimentado e situado em área nobre da cidade estava ocupado por atividades irregulares, os representantes da Prefeitura Municipal reconheceram sua total inércia e omissão no controle da ordem pública, bem como da gestão do espaço urbano, faltando com os deveres que lhe são impostos por força constitucional. Tal omissão não pode, agora, servir de pretexto à prática de atos ilegais e impopulares, tais como a desafetação de uma praça pública a ser entregue em mãos de particulares que ali pretendem implantar empreendimento com o fito de exploração econômica, sem um mínimo de estudos de impacto de vizinhança, viários e ambientais´."

Leia a sentença na íntegra aqui.

27 comentários:

  1. A senhora do cabelo vermelho se quisesse poderia ter feito uma reforma mas, o que ela queria mesmo era se desfazer da praça por isso deixou abandonada para ceder para este shopping de araque que nem estacionamento tem e nem cinema.

    ResponderExcluir
  2. Vagner, vale lembrar que a praça antigamente era conservada e Alcântara tinha uma fonte no meio do bairro. De repente acrescentando algumas fotos, seu ponto de vista pode ser melhor ilustrado.

    O Joel colocou uma foto no facebook sobre isso:

    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10200995764522135&set=p.10200995764522135&type=1&theater

    E tem uma semelhante a essa, mas colorida, de 1972:

    http://1.bp.blogspot.com/-RNjqPV_wfFY/Ud8_dUXdHJI/AAAAAAAAAS4/SBeBJ0zdkHE/s1600/sao-goncalo-praca-carlos-gianelli-1972.jpeg

    Sem contar a paisagem da moderna igreja com a fonte, retratada nesta pintura que você publicou:

    http://1.bp.blogspot.com/_P2DHmVEKLVc/SZX7pBK5pOI/AAAAAAAAAOo/0aX0koBWBKg/s1600-h/sao+gon%C3%83%C2%A7a+antigo+4.jpg

    ResponderExcluir
  3. Concordo, por dentro muito bonito, mas por fora é sem dúvidas a contrução mais feia e mal localizada da cidade.

    ResponderExcluir
  4. PAULINHO DO ALCÂNTARA10 de novembro de 2013 20:08

    É UMA GRANDE CAIXA DE CONCRETO MESMO. FICOU MUITO FEIO ESTE PRÉDIO NO MEIO DO CENTRO DO ALCÂNTARA. VAGNER VOCÊ MANDOU MUITO BEM NESTE ARTIGO. VOCÊ FALOU O QUE POVO TAMBÉM TÁ ACHANDO. PARABÉNS!

    ResponderExcluir
  5. A culpa não é só da senhora de cabelo vermelho, não! O boca de álcool e o outro Zé que a antecedeu também cagaram para Alcântara. Agora o atual prefeito está apenas confirmando o desprezo que todos os políticos sentem por esse bairro. Cadê o projeto de reurbanização do centro de Alcântara, Senhor Prefeito? Transparência não faz mal à ninguém. E para políticos é obrigação.

    ResponderExcluir
  6. Caríssimo Eduardo

    Na minha opinião, essas fotos sugeridas por você não entrariam no contexto desta matéria. Até porque é do conhecimento de todos que a Praça Carlos Gianelli, antes da construção do Pátio Alcântara, estava de fato abandonada.

    De qualquer forma, muito obrigado pela sugestão. Sua participação é sempre importante aqui.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  7. Valeu Paulinho do Alcântara! Obrigado pelo apoio de sempre!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  8. Essa praça só era suportada mesmo pelos usuários dos ônibus que paravam ali Coesa,Mauá e Abc

    ResponderExcluir
  9. Se o Café Social que a prefeitura está construindo na praça Luiz Palmier, tomando preciosos metros dela fosse um pouco maior a ponto de encobrir o Obelisco Protagonista, talvez ganhasse algum espaço aqui no blog. Até o Jornal Extra questionou sobre isso. Para mim, não há diferença entre o Pátio e o Café em se tratando de usurpação de espaço público indevido, mas apenas diferem em tamanho e razão social. Se o Pátio Alcântara foi estorquido por construir numa praça, o "pai" deste Café Social o Sr Nivaldo Mulim, (vereador eleito que não ficou nem uma semana no cargo e que através do nepotismo, seu querido irmão o "convidou" para ser secretário, que prontamente aceitou), deveria ser estorquido também. Bruno.

    ResponderExcluir
  10. Caro Bruno

    Saiba você que o Território Gonçalense não está a serviço de nenhum político. Aqui não fazemos blindagens políticas, tanto é que as críticas ao governo municipal são publicadas. Só não publicamos comentários que contenham palavras de baixo calão, ofensas, calúnias, injúrias e difamações contra terceiros.

    Quanto ao fato observado por você, em minha opinião, há uma diferença gritante entre o Café Social e o Pátio Alcântara. Que eu saiba, a Praça Luiz Palmier (Rodo) não foi cedida para a iniciativa privada construir um shopping, como aconteceu com a Praça Carlos Gianelli.

    E sobre o valor (Termo de Adoção) que o prefeito pediu ao Pátio Alcântara, na minha opinião, ele tomou uma atitude correta. Afinal, o shopping foi construído de forma irregular em cima de uma praça pública, portanto, é mais do que justo que haja uma recompensa.

    ResponderExcluir
  11. Não é do meu conhecimento que Alcântara seja mais importante que o Centro da cidade. Faço apenas essa ressalva. Então não são todos os gonçalenses que têm esse ponto de vista. Agora quanto ao Pátio Alcântara eu concordo com você: por fora "matou" Alcântara de vez, mas por dentro ficou interessante. Gostei da praça suspensa também. Só espero que não degradem os arredores com pichações e coisas do gênero.

    ResponderExcluir
  12. Muitas coisas poderiam mudar no Alcântara. O governo poderia comprar a área do Assaí, e construir ali um terminal rodoviário, tirando das ruas vários pontos finais de ônibus, sinalizar melhor as ruas, fazer manutenção das calçadas. Uma obra mega, seria a retirada do viaduto, construindo um mergulhão como na Praça XV, aproveitar o espaço da retirada para alargar a via, e construir um corredor pra ônibus, como na Alameda, com bais para as paradas.

    ResponderExcluir
  13. São Gonçalo é terra de ninguém, aqui pode tudo. Onde já se viu construir um prédio dessa magnitude no miolo de um bairro caótico como o Alcântara? E ainda por cima em um espaço público, que é o mais absurdo de tudo! Eu estou pasma como o ministério público deixou essa obra ir adiante. A D.Aparecida e os vereadores que aprovaram essa construção deveriam ressarcir o município pelos danos causados ao bairro. Carla Miranda

    ResponderExcluir
  14. Alcantara não sofreu dano nenhum com esse shopping, só digamos, ficou mais feia. Mas isso já era mesmo e sempre será. Concordo com tudo que o leitor Bruno disse. O carro chefe dos questionamentos aqui no blog sempre foram por conta de terem construído um empreendimento na praça e não necessariamente o tipo de edificação. O café Social tem a mesma finalidade de desrespeito à essa prática, portanto, não interessa se um foi feito por empresários e o outro foi feito por um político. Os dois erraram, os dois têm que pagar por esse erro e gostaria sim de ver o blog questionando mais sobre a indevida construção na praça do Rodo. Senão daqui um tempo, teremos filiais desse Café ou qualquer outra coisa, seja público ou privado, no meio de nossas praças. Declaro que apoio 200% esse café Social, mas que deveria ser feito em outro terreno da mesma forma que deveria ter sido feito o Pátio. Rodrigo.

    ResponderExcluir
  15. Esse blog é incrivelmente tendencioso e partidarista! Shopping e Café Social, ambos os emprendimetos foram construíds em espaços destinados ao lazer da população, suplantando o interesse coletivo. O primeiro, em prol do interesse privado. O segundo, do interesse político. O governo municipal, em uma manobra oportunista, para não dizer crimnosa (art. 316, CP), condicionou a expedição do alvará de funcionamento do novo shopping à doação de uma loja do malfadado empeendimento ao patrimônio do município . Mais uma vez o interesse coletivo foi ignorado, prevalecendo o interesse político. Diferente não está sendo a construção do Café Social pela própria prefeitura, suprimindo parte considerável de um dos mais importantes espaços públicos da cidade, em prol de um interesse exclusivamente político. Todavia, esse blog, na pessoa de seu idealizador, ferrenho defensor da política do atual prefeito, que, diga-se de passagem, tem se mostrado tão desastrosa quanto à de sua antecessora, utiliza dois pesos e duas medidas ao avaliar os dois projetos. Coerência e respeito aos leitores, meu caro...

    ResponderExcluir
  16. pra o que era o Pátio está mt bom! ñ tem mais fedor de mijo, carros baleados e quebrados , entre outras coisas

    ResponderExcluir
  17. Prezado Rodrigo

    Fico satisfeito que o carro chefe dos questionamentos aqui no blog sempre foram por conta de terem construído um empreendimento na praça. Isso significa que os gonçalenses que pensam a cidade encontraram um espaço onde podem questionar os absurdos realizados em São Gonçalo, já que em outros veículos de comunicação do município eles não têm essa oportunidade. Vale ressaltar que o Território Gonçalense foi criado com o objetivo de promover o debate sobre os principais fatos relevantes da cidade e não para fazer assessoria de imprensa. O que você queria? Que todos concordassem com a obra do shopping num espaço público? Vivemos novos tempos em que todos podem expressar suas opiniões. A comunicação com o público não é mais a mesma de alguns anos atrás. Evoluir é preciso, meu caro!

    Quanto ao Café Social, volto a afirmar que há uma diferença gritante em relação ao Pátio Alcântara. Felizmente, a Praça Luiz Palmier não foi cedida e tampouco destruída para a iniciativa privada construir um centro comercial no local.

    Obrigado por participar com o seu comentário!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  18. Amigo, quase parei de ler quando você questionou os possíveis comentários sobre ser melhor o Pátio Alcântara que a praça que ali existia. Como diz a velha gíria: "opinião é que nem b**da, cada um tem a sua." Para mim, o shopping não foi erguido no melhor lugar, nem é o mais belo, mais também não chega a ser este desastre que está desenhando. O que Alcântara está precisando é de um banho de urbanização. Ordem. Investimento do poder público. Igreja escondida? Qual o problema? Com todo o respeito, é só mais um prédio construído que não trazia nenhum benefício arquitetônico ao bairro.

    Acho que devemos separar algumas coisas: A venda da praça? (Absurdo). A construção do Pátio Alcântara? (Nem tanto). Tenho certeza que com o tempo aquela caixa branca terá uma faixada bonita e iluminada. O que falta é um bairro descente.

    Respeite a opinião dos seus leitores ou o seu blog também poderá se tornar “risível” para eles. Ou seja, perderá o crédito. No jornalismo, nada melhor que a imparcialidade, se é que isso é possível.

    ResponderExcluir
  19. Prezado Leandro Ramos

    Graças a Deus, vivemos num país democrático onde todos podem expressar livremente suas opiniões. E o blog é radicalmente democrático, tanto é que o seu comentário e de tantos outros que defendem o shopping são sempre publicados.

    E vale ressaltar que ninguém é obrigado a concordar com as opiniões do Território Gonçalense. Se você não gosta do jornalismo opinativo do blog, é só não acessá-lo mais. Simples assim...

    Abraço!

    ResponderExcluir
  20. Em tempo: eu não disse que o Pátio Alcântara é um desastre. Apenas disse que o seu prédio (uma caixa de concreto no meio do bairro) deixou o centro do Alcântara mais feio do que já é. Falei alguma mentira? Isso é fato!

    ResponderExcluir
  21. Vagner, pra mostrar que vc é realmente imparcial e não "puxa sardinha" pro lado do candidato que vc votou e que está morrendo de medo dele fazer uma péssima administração e vc se ver obrigado a ter q admitir q no fundo no fundo evitava ao máximo falar certas verdades da administração dele, sugiro que vc crie um tema denúncia a respeito do tal Café Social colocado indevidamente na praça tal como aconteceu com o Pátio e deixar q brotem as opiniões das pessoas a respeito disso. Afinal, o sucesso desse blog está justamente nesses debates sadios de opiniões diversas q ele proporciona. Abraço, Bruno.

    ResponderExcluir
  22. "...Agora o atual prefeito está apenas confirmando o desprezo que todos os políticos sentem por esse bairro..." Esse comentário de um anônimo para mim resume tudo. O bairro Alcântara para a maioria, quiça todos os gonçalences, é motivo de vergonha. A maioria das pessoas que conheço que residem ou trabalham nesse bairro ao falar do mesmo sempre terminam com a frase: "mas Alcantâra é horrível!". Pessoas de outros municípios do Rio que vem fazer compras também falam "ai, mas Alcântara é feio né?". Eu confesso que acabo concordando pois compartilho da mesma opinião. Porém, sinto-me triste pois esse bairro tem muitas coisas a oferecer comercialmente falando e poderia sim! ter um visual melhor. A poluição visual agride sim! Acho que nós gonçalences merecemos mais respeito porque isso nada mais é do que descaso, pouco caso. Joga-se qualquer M para esse povo que tá bom? Tá nãaaoooo! Fiquei estarrecida com esse prédio esquisito no meio da praça, fiquei atordoada sem entender o porquê daquilo ali??? Confesso que quase não vou ao Alcântara porque a poluição visual de lá é tamanha e dá preguiça mesmo, mas a única visão um tanto quanto agradável que havia ali, da Igreja e seu jardim, totalmente encoberto pelo shopping(?), nossa piorou a situação.Tá, não era benefício para a maioria mas era sim um agradável visual e se políticos fazem obras arquitetônicas "para turista ver" com nossos impostos, mesmo sendo em outra cidade mas temos nossa parcela de participação, podemos sim ter em bairros baixada e região metropolitana(NÓS) projetos que os valorizem; tem praças em alguns bairros que são 10 X melhores que a de Alcântara, fala sério! Já passou da hora de Alcântara receber um tratamento melhor. A justificativa para a desfetação do espaço público não é só risível como também historinha pra boi dormir! E continua a bagunça no trânsito naquele pedaço, que ficou mais estreitro. Poderiam manter a praça, fazer a revitalização devida, até diminuindo um pouco para aumentar a pista do trânsito, e dar um visual geral melhor. Está na Constituição a obrigação do Poder Público de zelar pelo patrimônio público e também pela segurança do cidadão, ou seja, era obrigação deles tomarem providências.Chega meu povo, chega de enganação! Ninna

    ResponderExcluir
  23. Vagner, me desculpe, acompanho com bons olhos o seu trabalho nesse blog, mas percebi que você tem dificuldades em lidar com as críticas. Agora mesmo percebi que você foi completamente deselegante ao responder o comentário do leitor Leandro Ramos. Se você observar com calma, verá que o leitor apenas expressou a sua opinião em um blog que você diz ser "radicalmente democrático". Não precisava enxotá-lo do blog. Esse blog, ao que parece, é ou pelo menos deveria ser, um veículo informativo e opinativo. De debates. Vagner, pense nisso .. Essa sua aversão a críticas é demonstração de insegurança, o que não é nada bom para um jornalista. Finalmente, lembre-se: respeito ao público e imparcialidade são pré-requisitos para o jornalismo de credibilidade

    ResponderExcluir
  24. Vagner, seu blog é muito bom, mas dá pra destacar um pouco mais as "barbeiragens" que vêm sendo realizadas no Centro da cidade também? Além do Café Social, acho que o novo camelódromo tem tudo para sufocar o calçadão do Rodo. Fica o alerta!

    ResponderExcluir
  25. Eu não tenho dificuldade nenhuma em lidar com as críticas, ao contrário, o que eu percebo é, sim, certas pessoas que gostariam que nós ficássemos quietos e apoiássemos determinados absurdos que foram promovidos pela gestão passada em nossa cidade.

    O Território Gonçalense não vai mudar a sua forma de analisar os fatos da cidade. Vivemos novos tempos, vivemos a era das mídias sociais. O tempo da ditadura da informação já passou há muito tempo.

    Ressalto mais uma vez que ninguém é obrigado a concordar com as nossas opiniões. E volto a afirmar para aqueles que não gostam das nossas observações, que é só não acessar mais o blog. Simples assim...

    E sugiro aos defensores da administração passada que criem um blog ou um site para defenderem suas ideias e fazer oposição. Hoje, qualquer pessoa pode criar um canal de informação na internet. Vale destacar que o jornalismo tradicional tem perdido espaço. Foi-se o tempo que era intermediário. Cada vez mais a comunicação será direta com o público. A dinâmica da informação está nas mídias sociais. Mas, para se comunicar nessa nova realidade é preciso ter conteúdo. Saber o que vai falar e ter domínio do assunto. Não é só bater numa mesma tecla com argumentos sem consistências e risíveis. Pronto. Já dei uma pequena consultoria de comunicação para vocês hoje. Agora, criem um espaço para vocês e vão à luta!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  26. Alcântara sempre foi feio mesmo mas, esse pátio realmente contribuiu para o lugar ficar mais feio ainda. Se tivesse pelo menos uma arquitetura bonita, ainda vá lá mas, ficou um paredão branco horrível. João Carlos

    ResponderExcluir
  27. Vagner bom dia, na praça de alimentaçao so esta faltando uma boneca da nossa ex,prefeitinha maria panisset,com as seguinte palavras,A PRAÇA E NOSSO Gilson

    ResponderExcluir