quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

GONÇALENSE QUE JOGAR LIXO EM LOCAIS PÚBLICOS SERÁ MULTADO


Inspirado no programa “Lixo Zero”, da capital, o projeto “Rio Limpeza” vai abranger todos os municípios do Estado e multar quem jogar lixo na rua – Foto: Tânia Rego/ABr

A multa por lixo jogado no chão, que vem sendo utilizada com sucesso na cidade do Rio há cerca de quatro meses, será levada a todos os municípios do Estado. A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) garantiu a fiscalização e as punições pela poluição das ruas ao derrubar ontem (11/12), por unanimidade, o veto do governador Sérgio Cabral ao projeto de lei 2.046/09, do deputado Pedro Augusto (PMDB). Ele institui no estado o programa “Rio Limpeza”, com fiscalização e cobrança de multas pelo lixo jogado em locais públicos por pedestres e motoristas. Em plenário, o autor citou o caos causado pelas chuvas da madrugada da última quarta-feira para defender a medida. “Hoje amanhecemos com a cidade completamente alagada, acompanhando o caos vivido pelos moradores da Baixada Fluminense. E, nas impressionantes imagens, vemos lixo por todo lado. O lixo é um problema sério, que traz graves consequências, e que pode ser minimizada com essa lei”, aposta. A proposta será transformada em lei nos próximos dias.

O texto, que levará ao restante do estado o que vem sendo praticado na capital através do programa “Lixo Zero”, da prefeitura do Rio, punirá gradualmente. Nos primeiros dois meses após a publicação da lei, apenas advertirá quem for pego jogando lixo na rua. Passado esse prazo serão aplicadas multas de meio salário mínimo na primeira infração e um salário em caso de reincidência. O desenvolvimento do cadastro dos infratores e notificação das multas ficará a cargo do Detran, enquanto a fiscalização caberá à secretaria de Estado do Ambiente.

Em tempo: com esta lei sendo aplicada agora também em São Gonçalo, finalmente, vamos poder conviver com ruas mais limpas em nossa cidade. Assim esperamos!

Fonte: ALERJ

Um comentário:

  1. Vai faltar fiscal p/ tanto porco nessa cidade.

    ResponderExcluir