segunda-feira, 14 de abril de 2014

Dilma virá amanhã a São Gonçalo para inaugurar “Minha Casa Minha Vida” e entregar diplomas do Pronatec


Parece que a presidente Dilma mudou de ideia após ler a postagem do Território Gonçalense, publicada no último dia 5 de abril, que informara sobre o cancelamento de sua vinda a São Gonçalo no dia 16 de abril:

“Por que será que a presidente não virá mais? Será medo de ser vaiada pelos gonçalenses? Será medo de ser cobrada pelos erros escandalosos cometidos na Petrobras? De repente, até lá, quem sabe ela não mude de ideia e resolve dar o ar de sua graça em São Gonçalo, não é mesmo? Pode vir, presidente, não precisa ficar com medo.” (Veja na íntegra aqui)

Pois é. Fato é que a presidente decidiu dar o ar de sua graça amanhã em São Gonçalo. A mandatária do país vai participar de dois eventos na cidade: da cerimônia de formatura dos beneficiários do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico (PRONATEC), no Clube Mauá, às 14 horas; e da solenidade de entrega das 720 unidades residenciais do programa “Minha Casa Minha Vida”, no bairro do Mundel, às 16 horas.

Agora, se haverá protestos, não tem como prever, pois a visita de amanhã não foi divulgada pela grande mídia nos últimos três dias. Mas com certeza devem aparecer alguns manifestantes. Motivos para protestar é que não faltam, não é mesmo? E viva a democracia!


3 comentários:

  1. PAULINHO DO ALCÂNTARA14 de abril de 2014 16:15

    JÁ ESTOU ATÉ VENDO, SÃO GONÇALO VAI PARAR AMANHÃ. OS PROFESSORES VÃO APARECER NA ENTRADA DO MAUÁ PARA PROTESTAR. QUEREM APOSTAR QUANTO??????

    ResponderExcluir
  2. Eu quero saber é do dinheiro que ela liberou para o metrô da linha 3 ano passado aqui em São Gonçalo. Esta obra vai sair ou não vai sair? O povo tem que cobrar isso dela hoje.

    ResponderExcluir
  3. Dilma e Pezão não foram vaiados em seus discursos tanto na entrega doa diplomas dos formandos do Pronatec quanto na entrega das chaves do Vista Alegre l e ll. O Mulim teve uma pequena vaia, mas nada tão significativo. Acredito que a ausência do Cabral, influenciou bastante na ausência das vaias. Fora a gafe da presidente em dizer que São Gonçalo é a maior cidade da Baixada Fluminense, ela acertou em cheio a vinda para cá. Saiu mais fortalecida. Ouvia-se a todo instante: "olê olê olê olá, Dilmaaaaaa, Dilmaaaaa". Ponto para a presidente.

    ResponderExcluir