terça-feira, 20 de maio de 2014

A qualidade dos alimentos servidos na merenda escolar de São Gonçalo é de embrulhar o estômago de qualquer um

Pelanca misturada à carne - Foto: Wilson Mendes

Matéria publicada ontem (19/05) pelo jornal Extra informa que o Ministério Público está investigando denúncias de baixa qualidade dos alimentos que compõe a merenda das escolas da rede municipal de São Gonçalo. As imagens mostradas do estado dos alimentos servidos aos alunos gonçalenses são de embrulhar o estômago de qualquer pessoa. Confira:

Feijão com insetos - Foto: Wilson Mendes

Carne entregue em carro sem refrigeração adequada - Foto: Wilson Mendes
Leia a matéria do jornal Extra sobre o assunto aqui.

12 comentários:

  1. E TEM GENTE ACHANDO QUE OS PROFESSORES ESTÃO FAZENDO POLÍTICA...

    ResponderExcluir
  2. ESTE ALIMENTO PODERIA SER SERVIDO AOS POLÍTICOS DESTA CIDADE!!! ISTO É REVOLTANTE DEMAIS!!! NÃO É À TOA QUE OS EDUCADORES NÃO LUTAM SÓ POR SEUS SALÁRIOS.

    ResponderExcluir
  3. Rodrigo Villalba20 de maio de 2014 13:22

    Pior que vai ter gente protegendo esse pilantra dizendo que ele não tem culpa, pois o secretário que deveria ter inspecionado...blá blá blá...

    ResponderExcluir
  4. Pessoal, nem toda imagem ou foto condiz com a realidade. Tratando-se do Jornal Extra, que é um braço da Globo para atingir um público menos politizado e sabendo que estamos em ano eleitoral, é melhor não levar muito a sério tais reportagens sem antes uma averiguação do Órgão responsável. Estamos em uma briga política ferrenha para Governo do Estado e, é sabido o quanto interessa as Organizações Globo atingir os Municípios cujos Prefeitos não pertençam a base Governista, sendo os principais PMDB e PT. Experimentem encurralar um escorpião e verão que dará ferroadas para todos os lados. Uma matéria não significa ser verdade, pois a Imprensa no Brasil continua marrom.
    Francisco Neves - Nova Cidade

    ResponderExcluir
  5. Isso é lamentável , pois pagamos muito caro pela a merenda escolar , cadê o Conselho do FUNDEB E O CAE , Além disso temos o Conselho Municipal de Educação , pois pagamos mais de R$: 150,00 (Cento e cinquenta reais ) , por cada aluno matriculado na rede pública , esse são os repasses do Ministério da Educação através do FUNDEB, Aonde está o Ministério Público que não ver isso (MPRJ), Atenciosamente; JOSE CARLOS POLICARPO - Diretor Presidente da AMAJAC - (20/05/2014)

    ResponderExcluir
  6. ao contrário disto do COLEGIO MONSENHOR BARENCO no BOASSÚ, a merenda que vem é boa da melhor qualidade mais é ROUBADA PELOS FUNCIONÁRIOS, eu vejo os caminhões chegando com carnes, frangos e legumes e de noite os carros dos funcionários saem lotados de mercadorias

    ResponderExcluir
  7. Isso é verdade !!! sou merendeira e comprovo .Não podemos falar pois a política se marginalizou. TENHO MEDO !!!!


    ResponderExcluir
  8. Isso é verdade !!! Sou merendeira da rede e comprovo!!! É uma vergonha !!!

    ResponderExcluir
  9. É verdade !!! sou merendeira da rede e comprovo !!!!!

    ResponderExcluir
  10. A denúncia vem sendo apresentada desde o começo do contrato com a empresa Home Bread. O CAE (Conselho de Alimentação Escolar) apresentou as denúncias à SEMED (secretaria municipal de educação) e como nenhuma providência foi tomada, as denúncias foram apresentadas ao Ministério Público e como o Ministério Público ainda não tomou nenhuma providência, o governo municipal resolveu renovar o contrato com essa empresa no mês de maio desde ano no valor de 22 milhões e 400 mil reais. As denúncias estão sendo apresentadas ao governo federal, que libera a verba para merenda escolar para que seja suspenso o repasse dessa verba e, com isso, consigamos obrigar o prefeito a cancelar o contrato duvidoso com essa empresa que responde a diversos processos na justiça (para consultar os processos dessa empresa, verifique no google " processos judiciais da home bread"). Trata-se de uma empresa viciada em lesar as prefeituras que continuam lesando sua população. Não se trata de notícia falsa ou de notícia política, mas de politicagem com o dinheiro público. Apesar de TODOS os diretores de escola terem reclamado da qualidade da merenda entregue, as merendas continuam sendo enviadas para as escolas. E como as escolas estão greve, fica a pergunta: para onde vai toda a merenda de péssima qualidade entregue nas escolas sem alunos???? José Ricardo Vidal - Professor de História do C.M.P. Castello Branco.

    ResponderExcluir
  11. Se a coisa é antiga, por que só agora a imprensa começa a lançar matéria a respeito? Se a coisa é tão ruim, como nenhum diretor(a) das escolas municipais não cobraram da Prefeitura e se negaram a utilizar esses alimentos? Será que além das merendeiras outros também levam algo para casa? Ao averiguar e chegando aos culpados, exonere-os ou despede-os. Termino repetindo a pergunta acima: Por que Diretores NÃO se negaram a guardar e servir alimentos nessas condições? Temos que culpar só o Prefeito? Secretários e Diretores também são responsáveis. No tempo da "Panicat" não se via denúncias assim por isso, creio que também há um dedo de politicagem no meio.
    Francisco Neves - Nova Cidade

    ResponderExcluir
  12. Raramente concordo com os comentários do Francisco Neves, mas dessa vez ele está correto. O prefeito é culpado pela contratação de uma empresa que responde a mais de 80 inquéritos na justiça por serviço não prsetado ou de má qualidade. Porém, o secretário de educação é tão responsável quanto o prefeito e tem que responder por suas atribuições. Quanto aos diretores de escolas, enquanto forem indicados por vereadores, continuaram a fazer o seu papel de guardiões do gueto eleitoral. Eles precisam ser responsabilizados de expor os alunos aos riscos desse tipo de alimento que vem sendo entregues nas escolas. Estive numa reunião de diretores de escolas municipal e todos foram enfáticos na má qualidade da merenda, mas não basta reclamar da qualidade, tem que mandar devolver e exigir merenda que sirva ao consumo dos alunos. Para quem comprou, recebeu e distribuiu essas merendas é inquérito, processo e exoneração (e se possível cadeia!) José Ricardo Vidal.

    ResponderExcluir