sábado, 2 de agosto de 2014

São Gonçalo terá vans a R$ 1,50

Em junho passado, cerca de 200 motoristas de vans realizaram uma manifestação em frente à prefeitura pedindo pela legalização do serviço - Foto: Evelen Gouveia/OFlu

A polêmica passagem de R$ 1,50, prometida pelo prefeito Neilton Mulim em sua campanha eleitoral, vai de fato virar realidade. Só que em vez dos ônibus, que era a proposta inicial, a tarifa social será adotada pelo serviço de vans. O Diário Oficial publicou, ontem (1/8), o processo de chamamento público para legalização especial dos profissionais que trabalham no serviço de transporte complementar. O cadastramento dos profissionais que irão atuar no serviço começa a ser feito na próxima segunda-feira. Ao todo, serão disponibilizadas 400 autorizações provisórias (saiba mais detalhes aqui).

O acordado é que os veículos percorrerão linhas alternativas às dos ônibus da cidade. Nos finais de semana e feriados, poderá ser cobrado o valor do transporte convencional, estando fixado atualmente em R$ 2,80. Os veículos serão padronizados, com adesivos e equipamentos que serão estabelecidos pelo Poder Executivo. 

Segundo Mulim, com essa iniciativa duas promessas de campanha serão cumpridas: a passagem social e a regularização do transporte complementar. 

"Depois de muitos estudos e reuniões com a categoria, conseguimos viabilizar e dar início a esta ação. A legalização do transporte alternativo e a passagem a R$ 1,50 eram reivindicações dos gonçalenses que sempre trabalhamos para atender, desde o início da gestão. É um momento muito especial poder tornar isso realidade", declarou. 

Agora, resta saber se a população vai aprovar a iniciativa, pois ela esperava a tarifa de R$ 1,50 nos ônibus. De qualquer forma, ela será beneficiada com a opção de pagar uma passagem mais barata.

Fonte: Ascom/PMSG


8 comentários:

  1. Que pilantra!!!!!! Enganou direitinho o pobre do gonçalense. Bruno-Trindade.

    ResponderExcluir
  2. decepcionado com os politicos3 de agosto de 2014 16:05

    Não foi isso que foi prometido na campanha não. Prometeram ônibus a 1,50 pra todo mundo. e que papo é esse agora de van?

    ResponderExcluir
  3. PAULINHO DO ALCÂNTARA3 de agosto de 2014 16:56

    TÁ CERTO QUE NÃO FOI NOS ÔNIBUS COMO O PROMETIDO, MAS NINGUÉM TAMBÉM PODE DIZER QUE O PREFEITO NÃO CUMPRIU COM A SUA PROMESSA DE PASSAGEM A 1,50 A MINHA PREOCUPAÇÃO AGORA É COM AS RUAS QUE VÃO FICAR INTUPIDAS DE VANS E SE ELAS VÃO CONSEGUIR DAR VAZÃO PRO PESSOAL QUE QUERER PEGAR ELAS.

    ResponderExcluir
  4. Se as vans aceitarem riocard tá valendo

    ResponderExcluir
  5. Quem não vai gostar nadinha dessa história são os donos das empresas de ônibus. O prefeito foi ousado com esta iniciativa. Lafayete

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não chamo de ousadia. Chamo de esperteza! Olhos para olhar. Ouvidos para ouvir. E assim segue a politicagem misturada com a camuflagem.

      Excluir
  6. Achei muito interessante o fato de as vans percorrerem rotas alternativas aos ônibus. Caso isso seja realmente levado a sério, eu vejo como um importante avanço para a cidade. Mas, por enquanto, é mais torcida do que esperança de que seja verdade mesmo...

    ResponderExcluir
  7. Agora é a hora dos donos das empresas de ônibus tomar vergonha na cara e melhorar a qualidade dos ônibus colocando no mínimo ar-condicionado assim justifica o preço de 3 reais/ 2,80

    ResponderExcluir