domingo, 2 de abril de 2017

DESORDEM URBANA FECHA 70 LOJAS EM ALCÂNTARA

Camelôs no calçadão da Rua Yolanda Saad Abuzaid - Foto: Douglas Macedo / O Fluminense

Ambulantes informais, coleta precária de lixo e falta de vagas para carro têm contribuído para o fechamento de estabelecimentos comerciais em Alcântara.

Segundo o presidente da Associação Comercial e Industrial do bairro, Fabiano Rodrigues, os comércios da região estão perdendo cerca de 40% das vendas por conta das irregularidades.

Fabiano conta que o principal problema é o desrespeito dos comerciantes informais, que não são regularizados e permanecem durante o dia na frente de lojas e no meio das ruas, atrapalhando a passagem dos pedestres.

“O cliente não quer entrar no tumulto, e com isso, acaba deixando de frequentar o local. Em diversas ruas do pólo têxtil (Rua da Feira), como em baixo do viaduto de Alcântara, fica repleto de camelôs, desrespeitando a lei. Falta fiscalização para coibir essa irregularidade. Nós não somos contra o trabalhador informal, mas sim contra o caos que está instalado”, disse.

Ainda de acordo com Fabiano, o comércio está perdendo cerca de R$ 500 milhões de reais por ano, o que faz com que lojas fechem as portas e profissionais sejam demitidos. Atualmente, 70 lojas da Rua da Feira pararam suas atividades.

Fato é que esses problemas são antigos em Alcântara. Entra prefeito, sai prefeito, entra prefeito e a desordem urbana vai se perpetuando no bairro. O Território Gonçalense, por exemplo, já publicou inúmeras matérias falando sobre o caos urbano na região.

Sabemos que a situação atualmente em relação aos camelôs é complicada, pois o país está vivenciando uma gravíssima crise econômica que tem ceifado o emprego de milhões de pessoas, e elas precisam sobreviver.

Na última sexta-feira (31/03), o IBGE informou que o número de desempregados no Brasil atingiu a marca de 13,5 milhões de trabalhadores,  a maior taxa (13,2%) de desocupação da série histórica, iniciada em 2012.

No entanto, é necessário que haja ordem no bairro para que a desordem urbana não contribua para o aumento da crise econômica na localidade. Vamos torcer para que essa nova administração municipal dê uma atenção especial à região.

Fonte: O Fluminense

8 comentários:

  1. Trabalhadores informais... Bando de malandros que após o dia de trabalho sequer limpam a imundície da calçada que ficam... Vem com discursivo ahhh é trabalho do gari ahh a calçada não é minha... Escrotos

    ResponderExcluir
  2. Pior mesmo no sinal em frente a Marisa, do outro lado da rua, já não chega os camelôs tem a loja q bota tudo na calçada, vc tem q andar pela rua r na rua esperar p atravessar no sinal

    ResponderExcluir
  3. E na rua do lado da Marisa vc passa, os trecos vão batendo na cabeça e ainda te olham de cara feia. Isso é a herança do PT que fez o ze povim acreditar no tal empreendedorismo

    ResponderExcluir
  4. Em frente a Leader é o pior a camelô, uma senhora obesa, monta a barraca de um lado da calçada e senta esparramada no outro lado, é o q sobra p vcs q paga iptu e impostos? Um corredor indiano.

    ResponderExcluir
  5. Isso pq tem o pessoal da postura no fim da mesma rua... Que só fazem algo qdo tão a fim

    ResponderExcluir
  6. Tira os camelôs da rua da feira e aquilo lá vira um deserto...

    ResponderExcluir
  7. Senhores responsáveis pela Fiscalização de Posturas.
    As irregularidades são Supervisionadas pelos Senhores.
    Uma Verdadeira Vergonha.
    Sou morador do ALCÂNTARA.
    PRESTEM ATENÇÃO É UM VERDADEIRO PICO DE FURTO DE ENERGIA ELÉTRICA.
    EM UM CABO DE FIAÇÃO SÃO DOIS OU TRES FAZENDO EXTENSÕES ELES USAM
    FREEZER FURADEIRAS ELÉTRICAS CHAPAS DE SANDUÍCHE RICHO AS DOMINGOS COM 08 CUBAS TUDO ISTO ACONTECE NA FRENTE DOS GUARDAS MUNICIPAIS.
    FISCALIZAÇÃO DE POSTURAS.
    E PASMEN A POLICIA MILITAR DE PLANTÃO TAMBÉM VISUALIZA TANTAS IRREGULARIDADES.
    É UMA VERDADEIRA BOMBA RELÓGIO.
    QUANDO CHOVE TODOS VÊEM AS FAISCAS NOS CABOS.
    O MUNICÍPIO TINHA REGULARIZAR OS TRABALHADORES INFORMAL COMEÇANDO PELA CONTA DE LUZ.
    ESPERO TER AJUDADO AS AUTORIDADES E PRINCIPALMENTE CHEGAR ATÉ AS AUTORIDADES

    ResponderExcluir
  8. Alcântara esta uma merda. A cada ano que passa, pior. Quando chove então?! Os camelos, esses bastardos filhos da mãe, por suas barracas no seco e os passantes que se danem... Tem de retirar todos. Tanto eles quanto as gangues de motoboys que param em frente ao Itaú, Banco do Brasil, Caixa Econômica e afins.

    ResponderExcluir