segunda-feira, 28 de abril de 2014

Gabinete do Pezão em São Gonçalo

Pezão no Gabinete Itinerante na Praça do Rodo - Foto: Divulgação

Hoje e amanhã, o governador Luiz Fernando Pezão estará em São Gonçalo com o seu Gabinete Itinerante. Pezão quer ouvir a população gonçalense para conhecer melhor os problemas locais.

“É um sonho antigo poder instalar o gabinete nos municípios e eu vou procurar fazer cada vez mais isso. Estar perto do povo, ouvindo os problemas de cada lugar, é fundamental para criarmos soluções eficazes para a população. É uma alegria muito grande estar aqui!”, disse o governador hoje cedo no gabinete instalado na Praça do Rodo, no Centro.



7 comentários:

  1. Sera que o povo de SG acredita em Papai Noel ,nos temos Prefeito pra que?,e a eleiçao que esta chegando,abra o OLHO POVO de SG,eles sabem muito bem os nosso problemas,se nao sabe etao irei contar.falta fabrica de Automovel,Portos, Rodoviarias, Aerioporto,Estadios escolas tecnicas metro de SG,metro de Niteroi X Rio,tudo isto podemos ter, pasta o governo do estado querer, esquecam da politica e vejam que o Brasil e muito grande,e que somos todos BRASILEIRO ,estamos a 20 minutos do porto do rio,e isto facilita muito. revoltado de SG

    ResponderExcluir
  2. Prezado Governador :

    Fernando Pezão

    Nós Moradores do Bairro de Jardim Catarina , gostaríamos de saber se realmente , existe ou não um "Projeto de Urbanização " para a localidade conhecida como IPUCA do Jardim Catarina, vimos que já foram feitos levantamentos técnicos e topográficos na localidade , não sabemos de que será esta responsabilize se é do COMPERJ ou do Governo do Estado.

    JOSE POLICARPO

    São Gonçalo, 29 de Abril de 2014.

    ResponderExcluir
  3. Nem precisa ser uma mosquinha para estar neste gabinete itinerante pra saber o que a população pede ao Governador. Tenho certeza que 80% dos pedidos são para a saúde e segurança pública na cidade que está (sempre foi) um caos. Isso nem deveria entrar na pauta, visto que É e sempre será uma obrigação do Estado oferecer essas duas coisas como prioridades. O Governador não precisa vir a São Gonçalo para poder ouvir e constatar isso. Saltam a olhos nus. Isso tudo é marketing político. Gente, São Gonçalo tem mais de 1 milhão de habitantes e ainda temos que viver como parasitas de Niterói se quisermos viajar para outro estado (isso mesmo, PARASITAS. não temos RODOVIÁRIA INTERESTADUAL). Só gritando mesmo. Cidades por esse Brasil a fora com 5 mil habitantes, possuem rodoviárias. E não são elefantes brancos; elas tem movimento. Quanta cidade no mundo desejaria ter pelo menos 1 quilometrozinho apenas de costa (mar) para poderem usufruir de um transporte aquaviário, enquanto que nós temos dezenas de quilômetros de costa ociosa E NÃO TEMOS A BOSTA DAS BARCAS. O metrô que já se transformou em Monotrilho pelas palavras da Presidente, se um dia chegar a sair, do jeito que ele vem sendo rebaixado a cada anúncio, teremos no máximo um bonde e olhe lá! Costumo dizer que São Gonçalo é a cidade certa no Estado errado. Se estivéssemos em São Paulo por exemplo, acredito que estaríamos no patamar de importância, investimento e atenção nos moldes de Guarulhos, Osasco, Campinas... Não que eles não tenham problemas, mas têm o mínimo necessário condizente com a grandiosidade delas; coisa que São Gonçalo ainda não tem. Acho que teríamos mais orgulho de desfilar a placa do nosso carro como São Gonçalo - SP, do que São Gonçalo - RJ, não por falta de amor a esse Estado maravilhoso, mas pela atenção que nos é dispensada pelos governantes desse Estado.

    ResponderExcluir
  4. Sr Governador quero ve se o Sr tem mesmo bala na agulha,Abaixe a gratuidade das passagem para 60 anos aqui no estado do Rio de Janeiro OK os velinhos agradeçe

    ResponderExcluir
  5. Os moradores da rua benjamin constant , travessa anair ( conhecida como cruzeiro ) , estão apavorados com a presença de traficantes armados e ainda com barricadas nas ruas , isso tudo a menos de 1 km de distancia da companhia destacada da coruja , como pode 7 bpm , vamos atuar , população de bem pede socorro .

    ResponderExcluir
  6. ACabou ou não a grave meus filhos querem estudar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A greve dos professores continua. A categoria não aceitou o aumento de 12% proposto pela Prefeitura.

      Excluir